Futebol - ( - Atualizado )

Apoiado, Tite agradece “grupo leal, que veste camisa à morte”

Marcos Guedes Mogi Mirim (SP)

Houve críticas, mas, em uma sequência de oito partidas sem vitória, Tite recebeu apoio de atletas, dirigentes e torcedores. A manifestação mais explícita foi a dos jogadores Alessandro e Emerson, que resolveram falar em nome do grupo, poupando o treinador, no momento mais crítico da crise.

Após a derrota por 4 a 0 para a Portuguesa, o Corinthians reagiu. Mantido no cargo pela direção, o gaúcho teve o nome gritado por boa parte do público em Mogi Mirim, viu seus comandados responderem com um triunfo por 2 a 0 sobre o Bahia e agradeceu o suporte que recebeu na hora difícil.

“A torcida soube entender o momento e teve o carinho com o jogador, com o técnico. Tive também o carinho de funcionários, afago, algumas mensagens, e teve o carinho para o jogador também. Foi todo o conjunto da obra que conseguiu reagir”, disse Tite, agradecendo particularmente seus atletas: “Não tenho um grupo de puxa-sacos, mas tenho um grupo leal, de coração, que veste a camisa à morte”.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Emerson defendeu Tite fora de campo e cumpriu seu papel dentro dele na vitória alvinegra
O treinador voltou a fugir das perguntas sobre a possibilidade de ter pedido demissão no último final de semana. Após a goleada sofrida em Campo Grande, até que Alessandro e Emerson aparecessem para conceder entrevista no lugar do comandante, circulou a informação de que teria sido necessário demovê-lo da ideia de sair.

Tite repetiu apenas o relato que já havia feito, dizendo ter aceito a sugestão do grupo de protegê-lo. Segundo ele, após a pior das oito partidas seguidas sem vitória, não havia ânimo para refletir. “Era baixar a poeira. Não tinha nem condição de pensar em nada naquele momento.”

Seja qual for a versão correta dos fatos, o gaúcho ficou e foi aclamado em Mogi. Seu nome foi gritado antes do jogo e após o segundo gol, na comemoração do qual foi abraçado por todo o grupo. “Alguns momentos a gente guarda na memória como um troféu.”

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade