Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Após derrota, Oswaldo sente dor no peito e é levado para clínica

Rio de Janeiro (RJ)

Após mais uma derrota do Botafogo, a quarta nos últimos cinco jogos, o técnico Oswaldo de Oliveira do time carioca sentiu dores no peito e foi atendido no Centro Médico do Maracanã. Um desfibrilador chegou a ser levado ao local, mas não se sabe se ele foi usado ou não.

Depois de ser atendido, os médicos preferiram levar o treinador a uma clínica localizada no bairro Humaitá, próximo ao Estádio, para uma reavaliação.

A informação dada pelo clube é de que durante todo o tratamento rápido feito no Centro Médico do Estádio, o treinador esteve lúcido, tendo inclusive caminhado sozinho até o atendimento. Por conta do problema de saúde, a entrevista coletiva foi cancelada.

Após algumas horas e alguns exames, o médico do Botafogo Fabrício Braga, primeiro que atendeu Oswaldo, concedeu entrevista coletiva e esclareceu que o treinador passou por um quadro de arritmia cardíaca e descartou a possibilidade de infarto. Ainda assim, mais exames serão realizados para que a hipótese possa ser completamente abolida.

O técnico do Botafogo usa regularmente medicamentos para pressão alta e teria deixado de tomar a medicação nos últimos dias, o que pode ter causado a arritmia. De acordo com Braga, o quadro de arritmia é relativamente comum e pode ocorrer com pessoas saudáveis.

De qualquer forma, Oswaldo de Oliveira terá de ficar afastado das atividades profissionais por pelo menos 72 horas, o que impede que ele dirija o Glorioso no duelo contra o Náutico na próxima rodada do Brasileiro. Se o diagnóstico inicial for confirmado, o técnico recebe alta neste domingo pela manhã.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade