Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Após golaço, Kaká crê em volta à Seleção: “Estou fazendo minha parte”

Milão (Itália)

Kaká está de volta. Após boas atuações contra Barcelona e Parma, na última semana, o meia anotou o seu primeiro gol desde o retorno ao Milan nesta quarta-feira, no empate por 1 a 1 diante da Lazio, e afirmou querer mais. Após o duelo, em entrevista à TV Globo, o camisa 22 revelou que ainda deseja voltar à Seleção Brasileira e mandou um recado a Luiz Felipe Scolari.

“Estou fazendo a minha parte, e agora, tendo possibilidade de jogar mais pelo clube, estou contente. Mas a convocação depende do Felipão e da comissão técnica, não depende de mim”, disse.

Desde que se transferiu do Real Madrid de volta para o Milan, Kaká iniciou duas partidas como titular. Na semana passada, deu uma assistência para Robinho no empate diante do Barcelona, pela Liga dos Campeões da Europa, e chamou a atenção pelo compromisso tático que demonstrou, ao voltar para a defesa acompanhando as subidas de Daniel Alves.

AFP
Kaká fez o seu primeiro gol desdo o retorno ao Milan e ainda acredita em nova chance na Seleção Brasileira

Nesta quarta-feira, contra a Lazio, pelo Campeonato Italiano, no entanto, o meia teve mais liberdade para criar e balançou as redes pela primeira vez desde que voltou à Itália. Ao seu estilo, dominou a bola pela esquerda, carregou para o meio e bateu da entrada da área. A redonda ganhou efeito e entrou no ângulo esquerdo do goleiro adversário, que não conseguiu evitar o golaço.

Após o duelo, o brasileiro comemorou a volta das boas atuações – depois de cerca de quatro anos de dificuldades no Real Madrid -, mas rechaçou estar no seu nível mais alto. “Estou voltando, não sei em que condição vou chegar e a que nível vou chegar, mas estou fazendo de tudo para melhorar minha condição cada dia. Desde que voltei ao Milan até hoje noto que houve uma melhoria de rendimento muito grande. Com o gol de hoje, posso comemorar um pouco”, declarou.

Para encerrar, Kaká, que vem sendo escalado como meia aberto pela esquerda pelo treinador Massimiliano Allegri, tentou explicar os motivos pelos quais retomou seu bom momento assim que acertou seu retorno ao Milan. “Não sei explicar o que é que me dá essa força. Eu estava em uma fase difícil, as coisas não aconteciam da forma que eu queria. Aqui, eu faço o que gosto, jogo mais e isso contribuiu para a minha alegria e felicidade profissional”, finalizou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade