Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Após saída tumultuada, ex-gerente vai ao Palmeiras e nega mágoa

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

A demissão de Sérgio do Prado foi tumultuada no Palmeiras, mas, mais de um ano depois da saída, o ex-gerente voltou à Academia de Futebol, na tarde desta quinta-feira. Atual gerente do Rio Claro, ex-palmeirense se reuniu com dirigentes do Verdão para tentar levar jogadores por empréstimo ao clube do interior e ficou feliz com a forma como foi recepcionado.

“Fui muito bem recebido aqui por presidente (Paulo Nobre), (diretor executivo José Carlos) Brunoro, Omar (Feitosa, gerente) e Genaro (Marino, vice-presidente). Fizemos contatos para o Palmeiras nos ajudar, e nós também podemos ajudar, porque o jogador vai ficar na vitrine no Campeonato Paulista, em ano de Copa do Mundo, o que dá uma visibilidade maior”, afirmou o dirigente.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Sérgio do Prado esteve na Academia de Futebol pela primeira vez desde que foi demitido em 2011
Sérgio do Prado foi demitido do Palmeiras em novembro de 2011, pelo então presidente Arnaldo Tirone. O ex-gerente alviverde não tinha boa relação com o então técnico palmeirense Luiz Felipe Scolari e acabou se desentendendo também com o mandatário.

“Foi muito tumultuada (a saída), mas faz parte do passado. Minha passagem aqui foi maravilhosa, foi um prêmio ter ficado aqui por três anos. Quem passa por aqui fica ainda mais valorizado para trabalhar em outros lugares. Não tenho mágoa alguma”, comentou.

Nesta primeira vez em que voltou à Academia de Futebol desde sua demissão, Sérgio do Prado foi acompanhado pelo presidente do Rio Claro, Luiz Balbo, e pelo treinador do clube, Fahel Júnior. O trio conversou com o gerente Omar Feitosa do lado de fora de onde o time treinava, mas ninguém quis revelar quais jogadores podem ser envolvidos.

“Estamos fazendo a formatação do elenco para o ano que vem. Como tenho bom relacionamento aqui, viemos conversar, mas não posso falar os nomes dos jogadores”, completou. O Verdão tem o costume de emprestar atletas pouco aproveitados a equipes que disputam a primeira divisão do Estadual, para que ganhem experiência.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade