Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Artur cita atraso de salários para justificar má fase do Atlético-GO

Goiânia (GO)

Considerado um dos favoritos ao acesso antes do início da Série B do Campeonato Brasileiro, o Atlético-GO se encontra em uma situação muito delicada a apenas nove rodadas do fim da competição nacional. Décima sétima colocada, a equipe rubro-negra ocupa a zona de rebaixamento para a Série C e já se vê a cinco pontos da saída da degola. Para o zagueiro Artur, o momento complicado é um reflexo direto da irregularidade do time na competição e também dos constantes atrasos salariais.

“Os atrasos não são a principal culpa do nosso futebol ruim, mas é lógico que atrapalha. Quando as coisas não estão bem nos bastidores, a bola bate na trave e não entra, essas coisas. Mas temos que entrar sabendo que não podemos deixar o Atlético-GO dessa maneira”, afirmou o defensor, que analisou e buscou explicar o que vem deixando o time à beira da terceira divisão nacional.

“Não estamos conseguindo ter uma sequência de vitórias. Fazemos um jogo bom, como foi contra o ASA, mas depois não mantemos o mesmo ritmo na partida seguinte. No campeonato inteiro, não tivemos duas vitórias seguidas. Isso prejudica muito. Ficar ganhando e perdendo, ou seja, intercalando, só prejudica no Brasileiro, que é muito longo”, citou.

Vindo de derrota para o América-RN fora de casa em um confronto direto na parte de baixo da tabela, o Atlético-GO volta agora suas atenções para o confronto diante do Paraná Clube, na próxima rodada. Para este jogo, porém, o time goiano teve dez dias de preparação. A seis do confronto, que será disputado em Curitiba, Artur espera que o Dragão aproveite o tempo livre de treinamentos para conseguir um bom resultado.

“Tivemos uma conversa muito franca e vimos que, durante essa mini pré-temporada, precisamos rever tudo. Usar o intervalo para fazer nessas nove rodadas o que não fizemos no Brasileiro até aqui, que é ganhar o máximo possível de partidas”, encerrou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade