Futebol/Brasileiro Série C - ( - Atualizado )

CBF acata decisão da Fifa, e Mogi Mirim substitui Betim nas quartas da Série C

Rio de Janeiro (RJ)

O Mogi Mirim tanto lutou que acabou recompensado. Nesta quinta-feira, após dias de polêmicas e muita insistência, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) acatou a decisão da Fifa e retirou seis pontos do Betim na primeira fase da Série C do Campeonato Brasileiro. Com isto, o time mineiro, que estava classificado para as quartas de final da competição nacional, despenca na tabela de classificação do Grupo B e abre espaço para o Mogi Mirim, anteriormente eliminado, disputar o mata-mata do campeonato.

A decisão foi tomada pela entidade brasileira após o recebimento de um documento assinado por Christine Fariña, secretária do Comitê Disciplinar da Fifa. Nele, o principal órgão do futebol mundial diz que “o Betim deve ser punido com a perda de seis pontos” e que, “caso não haja punição, o Comitê Disciplinar da Fifa promoverá sanções contra a CBF”. Dentre elas, estaria o banimento de todas as competições organizadas pela entidade.

Virgílio Elísio da Costa Neto, diretor de competições, então, enviou um documento às federações estaduais para informar que a CBF acatou à punição imposta pela Fifa, e que o Betim perderá seis pontos na Série C do Campeonato Brasileiro. Assim, de acordo com o próprio informativo, o Mogi Mirim, anteriormente eliminado, herda a vaga da equipe mineira e será o rival do Santa Cruz nas quartas de final da competição nacional.

A primeira partida já será disputada na próxima segunda-feira, às 19 horas (de Brasília), no Estádio Romildo Ferreira, em Mogi Mirim. A volta, até este momento, está agendada para o próximo dia 26 (sábado), às 16 horas (de Brasília), no estádio do Arruda, no Recife.

Entenda o caso:

O Betim se complicou nos bastidores após ter acionado a Justiça Comum para evitar a perda de seis pontos causada por uma dívida com o Nacional da Ilha da Madeira, de Portugal, pela transferência do lateral direito Luisinho, em 2006, quando o clube mineiro ainda era o Ipatinga. A equipe não teria pagado o valor de R$ 180 mil ao time português, e vinha atuando na Série C do Campeonato Brasileiro respaldado por uma liminar.

De olho na vaga conquistada pelo Betim para as quartas de final do torneio, o Mogi Mirim entrou com uma ação alegando que o clube mineiro recorreu à Justiça Comum antes de esgotadas todas as possibilidades da Justiça Desportiva.

Nesta quinta-feira, porém, o clube de Minas Gerais acabou punido pelo não pagamento do jogador Pablo Escobar, contratado junto ao The Strongest, da Bolívia, em 2008. Assim, o Betim perdeu seis pontos e será substituido pelo Mogi Mirim nas quartas de final da Série C. O time paulsita, então, ganha uma nova chance de conseguir o acesso à segunda divisão nacional.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade