Futebol/Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Claudinei vê Santos superior no clássico e ironiza punição ao Corinthians

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

O Santos saiu atrás no placar, com um gol do meia Douglas no primeiro tempo, mas conseguiu o empate com o zagueiro Gustavo Henrique, na etapa complementar, decretando o empate por 1 a 1, com o Corinthians, na tarde do último domingo, na Arena Fonte Luminosa. Mas para o técnico do Peixe, Claudinei Oliveira, o resultado não foi justo. Na avaliação do treinador, a equipe praiana foi superior ao rival no clássico.

“Tivemos uma ou duas chances claras. Na minha ótica, o Santos esteve mais tempo melhor do que o Corinthians. Fomos mais contundentes. Apesar do Douglas ter acertado a trave (no final do jogo), nós tivemos mais chances”, disse Claudinei, que ainda criticou o fato de o time santista ter sido obrigado a fazer uma longa viagem para disputar a partida.

Isto porque, os corintianos levaram o clássico para Araraquara (SP), devido a uma punição aplicada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), pelo mau comportamento de sua torcida.

“Por se tratar de um clássico, e de eles terem a torcida em maior número, 1 a 1 não é um resultado atípico. Mas não entendemos bem essa penalização. Viajamos muito mais que o Corinthians, eles jogaram com 16, 17 mil torcedores deles... Foi penalizado, mas não entendemos bem isso”, encerrou o comandante do Santos.

Vale destacar que o ônibus que trazia a delegação do Peixe para o jogo foi apedrejado, logo em sua chegada a Arena Fonte Luminosa. Segundo o departamento de comunicação santista, pelo menos três vidros do veículo acabaram estilhaçados no ataque. Uma das pedras quase atingiu o massagista praiano, Clóvis Vesco, mas ninguém se feriu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade