Futebol/Bastidores - ( )

Cogitado para o Fla em 2014, Jayme pede foco no trabalho de momento

Rio de Janeiro (RJ)

Ameaçado de rebaixamento, o Flamengo demitiu Mano Menezes, mas preferiu não trazer nomes de ‘peso’ no mercado para assumir o cargo de treinador. Desta forma, o clube da Gávea apostou no funcionário do clube Jayme de Almeida, que logo foi efetivado para o comando rubro-negro. O trabalho vem sendo satisfatório, o time carioca abriu cinco pontos de vantagem para a degola, mas o técnico ainda pede cautela.

Com dois empates, diante de Náutico e Vasco, e duas vitórias, sobre Criciúma e Coritiba, o treinador fez o torcedor do Flamengo já projetar uma arrancada para buscar uma vaga na Libertadores, mas Jayme de Almeida não concorda com esse otimismo.

“Eu já falei isso e vou repetir: o Flamengo estava em uma situação perigosa, nos afastamos um pouco, mas não tem nada definido. Não adianta pensar na Libertadores, pois não vamos conseguir. Temos que ter os pés nos chão para trabalhar e sair de vez dessa situação”, explicou o treinador do Flamengo.

O bom trabalho também rendeu especulações para a próxima temporada. No primeiro momento, Jayme de Almeida havia acertado com a diretoria do Flamengo a permanência no cargo até o final do Campeonato Brasileiro, mas o treinador pode permanecer no cargo até 2014.

“O que nós sentamos para conversar, logo depois do jogo contra o Náutico, é que eu seria mantido até o final do ano. Eu trabalho neste momento, para tirar o clube dessa situação. Ninguém me falou sobre o ano que vem. Temos que trabalhar para tirar o Flamengo dessa situação”, concluiu o cauteloso treinador rubro-negro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade