Futebo/Campeonato Brasileiro - ( )

Com clima de velório evitado, Corinthians valoriza novo empate

Marcos Guedes São Paulo (SP)

O 0 a 0 com o São Paulo não foi o pior dos 13 empates do Corinthians no Campeonato Brasileiro. Na volta aos trabalhos na segunda-feira, o resultado foi valorizado, especialmente porque a derrota esteve muito perto – Cássio defendeu um pênalti batido por Rogério Ceni aos 44 minutos do segundo tempo.

“Foi comemorado um pouco mais pelo pênalti. Se a gente tivesse perdido a partida, pela situação, por ser um clássico, isto aqui estaria um clima de velório. O São Paulo nos passaria na tabela, a gente ficaria mais perto do pessoal lá de baixo. Só teria coisa ruim. Então, foi um ponto válido”, afirmou o goleiro alvinegro.

Segundo Cássio, foi em outros jogos que o time alvinegro se complicou. “Empatar fora de casa não é ruim. Foi um empate fora, em um clássico, o São Paulo vinha de um grande jogo contra o Cruzeiro, ganhou do líder. Ficou de bom tamanho. Só que dentro de casa empatamos demais e perdemos muitos pontos importantes.”

Divulgação/Agência Corinthians
Cássio evitou o que chamou de "clima de velório" ao frustrar Rogério Ceni (foto: Daniel Augusto Jr.)
O Corinthians agora acumula três empates consecutivos sem gols. O placar terminou zerado em oito das partidas do time no Nacional, um dos motivos pelos quais a realidade é apenas a 11ª colocação na tabela. A distância para a zona de rebaixamento à Série B é de cinco pontos.

Contar com o bom trabalho de Cássio e com a melhor defesa da competição tem se mostrado insuficiente. “É o time todo que precisa trabalhar, que precisa melhorar. Eu confio no pessoal da frente. Eles já apareceram em momentos importantes e vão aparecer de novo”, apostou o goleiro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade