Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Com dois a mais, Ponte vence time reserva do Atlético-MG

Campinas (SP)

Precisando dos três pontos para seguir viva na luta contra o rebaixamento, a Ponte Preta aproveitou o fato de o Atlético-MG utilizar dez jogadores reservas no Moisés Lucarelli para conquistar um importante triunfo por 2 a 0, na noite desta quarta-feira.

Os gols da partida foram marcados pelo centroavante William, em pênalti que ele mesmo sofreu no final do primeiro tempo, e Elias, em cobrança de falta direta que enganou o goleiro Giovanni.

Além do primeiro tento da vitória, o pênalti sobre William valeu também a expulsão do zagueiro atleticano Jemerson. Além dele, Rosinei tomou dois cartões amerelos e deixou o Galo com dois jogadores a menos.

Com o resultado, a Macaca vai a 24 pontos, mas segue na vice-lanterna do Brasileirão por conta dos resultados desta 27ª rodada. Enquanto isso, o Galo estaciona nos 40 e pode perder uma posição em caso de vitória do Internacional sobre o Flamengo, nesta quinta.

No próximo sábado, a Ponte Preta vai ao Pacaembu encarar o Santos. Já o Atlético faz uma das partidas mais aguardadas da rodada contra o rival e líder Cruzeiro, no Horto.

Arte GE.Net
O jogo – Mesmo com um time reserva, foi o Atlético que começou melhor na partida. O nível técnico da partida, no entanto, era ruim. Aos cinco minutos, Neto Berola cruzou na segunda trave e Carlos Cesar chegou desviando de joelho. No lance seguinte, Alecsandro tentou inverter o jogo e acabou mandando direto nas mãos de Roberto.

O centroavante, no entanto, foi o responsável pelo primeiro e maior lance de ataque do Galo na primeira etapa. Da ponta esquerda, ele cobrou falta em curva e a bola passou raspando a trave esquerda de Roberto. Logo em Seguida, Jemerson levou perigo em cabeçada que saiu à esquerda do gol.

Presa em seu campo de defesa nos primeiros 15 minutos, a Ponte Preta aproveitou contra-ataque para chegar pela primeira vez com perigo. Na hora de finalizar, no entanto, Adrianinho foi ao chão e ficou pedindo a falta, em vão.

O lance acordou a Macaca. Aos 21, William chegou a mandar para as redes, mas foi flagrado em posição irregular. Após uma sequência de lances sem finalizar, a Ponte voltou a assustar nove minutos depois, em tiro de fora da área de Magal.

Apesar da postura ofensiva, os donos da casa chegaram ao gol somente após uma falha individual do Atlético. Aos 32, Jemerson perdeu o tempo da bola e cometeu pênalti quando William partia em direção ao gol. O zagueiro acabou expulso pelo lance.

Na cobrança do centroavante, Giovanni chegou a tocar na bola, mas ela subiu, tocou no travessão e morreu no fundo da rede do Galo. Foi o 14º gol de William no Campeonato Brasileiro.

Mesmo com um jogador a menos e a entrada de Josué na vaga de Neto Berola, o Atlético partiu para cima em busca do empate nos minutos finais do primeiro tempo. As investidas do time mineiro, no entanto, pouco perigo levaram ao goleiro Roberto.

A postura do Galo no início da segunda etapa, no entanto, foi diferente. Acuado, a equipe deixou a Ponte tocar a bola e viu o jogo esfriar em Campinas. A Macaca, porém, também parecia confortável com a vantagem mínima e pouco fez nos minutos iniciais.

O único que parecia querer algo era Rildo. No primeiro lance, o atacante não conseguiu dominar e perdeu boa chance. No segundo, ficou sentindo após tomar bolada em chutão de Júnior César. No terceiro, deu chapéu em Carlos César, mas se empolgou e acabou adiantando muito a bola.

De tanto insistir, o camisa 11 quase chegou ao gol aos 18 minutos, quando recebeu de William na esquerda, passou pela marcação e bateu colocado. A bola, no entanto, saiu caprichosamente rente ao ângulo oposto. Dois minutos depois, foi a vez dele retribuir o passe ao centroavante, que soltou a bomba e também levou perigo a Giovanni.

Com a expulsão de Rosinei, que tomou dois cartões amarelos em três minutos, o Atlético se entregou e se preocupou apenas em defender nos minutos finais. Tranquila, a Ponte administrou bem a vantagem até o apito final.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade