Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Corinthians joga contra a crise e o Criciúma no interior paulista

Helder Júnior Itu (SP)

Ainda sob o comando de Tite, cuja demissão foi cogitada após a derrota por 1 a 0 para o Grêmio, o Corinthians tentará reagir no Campeonato Brasileiro a partir de 21 horas (de Brasília) deste sábado. A partida contra o Criciúma, um concorrente direto na luta contra o rebaixamento, será realizada em Itu (SP) em decorrência da punição imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Apesar de ainda não estar tão desesperado quanto o seu adversário, que totaliza 32 pontos e só aparecia à frente de Vasco, Ponte Preta e Náutico no início da rodada, o Corinthians se complicou na tabela de classificação após mais um tropeço. O time paulista totaliza 37 pontos e abdicou do discurso de tentar alcançar a zona de classificação à Copa Libertadores da América para se atentar à degola.

“Temos de nos preocupar, pois estamos em uma zona incômoda na tabela. Precisamos vencer o Criciúma para sair dessa situação o mais rapidamente possível”, pregou o volante Ralf, que ajudou a defesa corintiana a ser vazada apenas uma vez (justamente contra o Grêmio) nos últimos quatro compromissos na competição. Em compensação, o ataque passou em branco em todas essas partidas.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Com apenas três gols no segundo turno, o Corinthians aposta em Alexandre Pato para aumentar a média
Para Tite, o fato de o Corinthians ter marcado só 22 gols em 29 jogos – o segundo pior desempenho ofensivo do Brasileiro, à frente do que ostenta o lanterna Náutico – se devia aos sucessivos desfalques. Agora, que o time voltará a contar com o atacante Alexandre Pato (retornou da Seleção Brasileira) e o meia Renato Augusto (será reserva), o treinador ponderou ao definir os reforços como “só mais algumas peças”.

O centroavante Paolo Guerrero poderia ser mais um reforço se ainda não estivesse em recuperação de uma fratura parcial no pé esquerdo. Julgado por acertar uma cotovelada no rosto do volante Ferdinando, da Portuguesa, Emerson Sheik pegou suspensão de uma partida e também desfalcará a equipe. Edenílson e Douglas serão os encarregados da armação de jogadas.

Como o momento é turbulento – inclusive com a ameaça de perder o emprego –, Tite apressou os departamentos médico e físico do Corinthians para contar com jogadores como Renato Augusto, opção após se reabilitar de artroscopia no joelho direito. Além dele, o zagueiro Paulo André e o lateral esquerdo Fábio Santos, preservados em Porto Alegre, são presenças certas em Itu.

No Criciúma, as notícias em relação à escalação não foram boas para Argel Fucks. Ele não poderá utilizar o atacante Wellington Paulista, o dispensado meia Daniel Carvalho e o volante Serginho, todos suspensos. Marcel e Elton aparecem como prováveis titulares, enquanto André Gava briga por posição no meio-campo. “Não há tempo para lamentações”, avisou o treinador do time catarinense, apesar de abatido pela derrota por 3 a 1 para a Portuguesa.

Para afundar o Corinthians na crise, Argel conta com um reforço de espírito. “Assumi o time já na zona de rebaixamento e estou trabalhando com essa determinação. Faltou um pouco disso no último jogo. Precisamos ter mais concentração. No futebol, você não pode piscar o olho”, aprendeu o técnico do Criciúma.

Arte GE.Net
FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS X CRICIÚMA

Local: Estádio Novelli Júnior, em Itu (SP)
Data: 19 de outubro de 2013, sábado
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Paulo César Silva Faria (MT)

CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Guilherme, Edenílson, Douglas e Romarinho; Alexandre Pato
Técnico: Tite

CRICIÚMA: Galatto; Ezequiel, Matheus Ferraz, Fábio Ferreira e Marlon; Elton, João Vitor, Ricardinho e Morais; Lins e Marcel
Técnico: Argel Fucks

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade