Futebol - ( )

Corinthians prepara leilão de cadeiras do estádio de Itaquera

São Paulo (SP)

Com seu estádio 90% pronto e com a finalização das obras prevista para janeiro, o Corinthians vai começar a comercialização de cadeiras entre o final de outubro e o início de novembro. A venda será feita em um sistema de leilão pela internet que está sendo finalizado pelo clube.

“É uma forma diferente, que a gente não tinha feito ainda. Vai ser um leilão virtual, por temporada. O torcedor vai dar o seu lance, provavelmente por três ou cinco temporadas. É um processo on-line, supertransparente”, disse o gerente de marketing alvinegro, Caio Campos, em entrevista à Band News FM.

Esse sistema é inicialmente restrito ao setor oeste da arena, chamado de “o mais chique” por quem acompanha as obras. Será lá que ficarão os principais camarotes e serão cobrados os maiores preços. “Vamos começar por ali. As outras áreas são mais populares”, comentou Campos.

Divulgação/Agência Corinthians
Mário Gobbi discursa no estádio do Corinthians, com 90% das obras concluídas (foto: Mauro Horita)
O leilão vale apenas para jogos do Corinthians. Comprar a cadeira dará lugar em um número estimado de 35 a 42 partidas do time, mas não assegurará a ninguém espaço nos confrontos da Copa do Mundo – que será aberta em Itaquera – ou em outros eventos organizados pela Fifa.

A ideia do clube é que não haja mais a abertura de bilheterias. Entre as cadeiras leiloadas por temporada e os ingressos vendidos aos sócios-torcedores – que terão prioridade no leilão –, a expectativa é que se esgote a carga de bilhetes. Até a Copa, o estádio terá capacidade de 68 mil espectadores. Depois, 48 mil.

“Quem não for sócio-torcedor e não tiver cadeira, provavelmente não vai assistir aos jogos. Nossa intenção é vender o máximo possível por temporada, como se faz lá fora. A gente está acreditando muito que, para ver o jogo, o cara vai ter que ter cadeira ou ser sócio”, repetiu o gerente de marketing.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade