Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Cruzeiro atropela Lusa no primeiro tempo e se aproxima do título

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

A torcida cruzeirense que compareceu nesta quarta-feira, em grande número no Mineirão, acompanhou mais um show da Raposa, que atropelou a Portuguesa com uma goleada por 4 a 0, construída no primeiro tempo. O time mineiro jogou um futebol de campeão, e o placar mostrou aos adversários que dificilmente o título vai escapar de Minas Gerais nesta temporada.

Os gols da equipe celeste saíram naturalmente, com os comandados de Marcelo Oliveira encontrando muita facilidade. Everton Ribeiro abriu o placar, na sequência, Borges marcou duas vezes e Willian também balançou as redes para participar da goleada em cima Lusa. O Cruzeiro, que já era líder do Brasileiro com folga, chegou aos 56 pontos, vendo os adversários apenas no retrovisor.

Na sequência do Campeonato Brasileiro, o líder Cruzeiro terá compromisso contra o lanterna Náutico, duelo dos opostos marcado para o próximo domingo, na Arena Pernambuco. Já a Portuguesa joga também no domingo, mas fazendo o clássico paulista contra o Santos.

O jogo – A torcida ainda se acomodava nas cadeiras do Mineirão, mas a Portuguesa não tomou conhecimento da Raposa, e logo no primeiro minuto, Luís Ricardo obrigou Fábio a fazer grande defesa em arremate cruzado com enorme violência. Com a jogada, os visitantes chegaram a insinuar que Cruzeiro teria problemas, mas o lance não passou de um lampejo.

Após o susto inicial, os cruzeirenses passaram a ter o domínio da posse de bola, e aos cinco minutos, o Gigante da Pampulha explodiu em alegria. A Lusa errou na saída para o ataque, Borges arrancou em velocidade e acertou a trave de Lauro, no rebote, Everton Ribeiro só teve o trabalho de empurrar para as redes, abrindo os trabalhos.

Arte GE.Net
O gol logo no início da partida deu tranquilidade para os celestes, que ficaram com a partida nas mãos, imprimindo um ritmo mais acelerado quando necessário e cadenciando quando preciso. O segundo gol mineiro não demorou, e veio aos 15, quando Ricardo Goulart mandou um verdadeiro petardo e carimbou o travessão de Lauro, ninguém da Lusa acompanhou a jogada e Borges completou, ampliando o placar com muita facilidade.

Em ritmo de treino, o virtual Campeão Brasileiro passeou em cima da defesa da Portuguesa, que não viu a cor da bola durante quase todo o jogo. Os visitantes só conseguiam ameaçar em chutes de longa distância, como na conclusão de Souza aos 23 minutos, que explodiu no travessão de Fábio, mas a zaga cruzeirense ficou com o rebote.

A facilidade do Cruzeiro era tamanha, que a sensação era que os gols sairiam na hora que o time mineiro quisesse. Aos 27, Borges recebeu na ponta direita e sem ser incomodado cruzou para Willian completar para o gol. A blitz celeste era tão grande que o quarto gol saiu logo na sequência com Borges, transformando o placar em goleada antes dos 30 minutos da primeira etapa.

Com a partida resolvida no primeiro tempo, o jogo ficou morno na etapa final, com o Cruzeiro atuando em ritmo de treino, mas com as rédeas do confronto. A principal preocupação da Portuguesa foi marcar os donos da casa para evitar um vexame maior. Com este cenário, até a torcida cruzeirense que fez uma festa enorme no inicio, poupou energias para a sequência.

Tocando a bola de um lado para o outro, sem que a Portuguesa conseguisse agredir, os gritos de olé começaram a ser ouvidos antes dos 15 minutos. Apesar da goleada, o técnico Marcelo Oliveira esbravejou muito com os atletas a beira do campo, preocupado com algumas falhas defensivas que foram apresentadas e com a falta de vontade dos jogadores para ampliarem o placar.

Com o time celeste sem vibração no segundo tempo e sem atender aos pedidos do treinador, Marcelo Oliveira decidiu colocar Dagoberto, Vinicius Araújo e Lucca para acelerar o ritmo, mas o placar de 4 a 0 prevaleceu até o apito final do árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima. A goleada fez, mesmo que timidamente, os primeiro gritos de campeão serem ouvidos no Mineirão, pelo torcedor do Cruzeiro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade