Futebol/Brasileiro Série B - ( )

Dado lamenta falha do Tricolor e espera que empate sirva de lição

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

Com um gol tomado aos 48 minutos do segundo tempo, o Paraná Clube teve que se contentar com um frustrante empate em 1 a 1 em plena Vila Capanema, diante do Atlético-GO, que luta contra a zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro. O técnico Dado Cavalcanti, que demorou a sair do vestiário para a entrevista coletiva, lamentou o erro de marcação nos acréscimos, que manchou a atuação paranista.

“Numa incompetência nossa, numa bola de lateral para o adversário, não podemos permitir que o adversário alce uma bola na área. Não fechamos o espaço. E o jogo se resume a isso”, avaliou o treinador, que achou o resultado injusto pelo volume do jogo do Tricolor, mas admitiu que o que vale mesmo é bola na rede. “Tivemos muito mais posse de bola, ganhamos as principais disputas, mas o futebol se resume a gols”, acrescentou.

Dado acredita que o resultado foi tão frustrante quanto uma derrota e reconhece que foram os próprios erros da equipe em campo que permitiram o empate do Dragão. “Talvez seja o empate mais doloroso que tivemos na competição. Claro que não foi apenas azar. Ganhávamos o jogo e criamos situação para fazer o segundo. Mas não matamos o jogo”, analisou.

O próximo desafio será o Joinville, no sábado, e o treinador paranista espera cabeça erguida do grupo e lição aprendida. “Precisamos dar tempo ao tempo, embora não tenhamos tanto espaço para isso. Vamos para casa de cabeça inchada, refletir sobre o que aconteceu. Temos decisões pela frente um jogo dificílimo no sábado, e temos que focar esse jogo. Que sirva de lição para os erros não acontecerem lá na frente”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade