Futebol/Amistosos Internacionais - ( - Atualizado )

Dante prevê rápido entrosamento com David Luiz: “Muito inteligente”

Paju (Coreia do Sul)

A lesão de Thiago Silva, que tirou-o dos gramados por seis semanas, abriu espaço para Dante assumir a condição de titular da Seleção Brasileira nos amistosos diante de Coreia do Sul (dia 12) e Zâmbia (dia 15), na Ásia. Escalado entre os onze iniciais no coletivo comandado por Luiz Felipe Scolari nesta quinta-feira, ele formará dupla de zaga ao lado de David Luiz, comumente titular junto de Thiago Silva.

Para Dante, a parceria com o defensor do Chelsea será bem sucedida. Apesar de terem atuado juntos em poucas oportunidades, os dois devem se entender rapidamente dentro das quatro linhas. Esta, pelo menos, é a opinião do próprio zagueiro do Bayern de Munique.

“Nós somos dois jogadores que jogamos lá fora. Temos o mesmo pensamento sobre parte tática, aderimos ao que o professor está falando. Não é tão difícil (entrosar), o David é um jogador muito inteligente. Entender-se com ele não é muito difícil, não”, brincou, antes de justificar a declaração. Para ele, as diferenças técnicas que possui em relação a David Luiz os tornam complementares. “O David é um jogador que gosta de jogar na esquerda, apesar de ser destro. Como eu sou canhoto, acho que a coisa mais lógica e simples de fazer é ele na direita e eu na esquerda. Vai dar tudo certo, sim”, analisou.

Mowa Press
Prestes a formar dupla de zaga ao lado de David Luiz, Dante exaltou o poder de marcação dos atacantes brasileiros

No treinamento desta quinta-feira, no KFA National Centre, em Paju (a cerca de 60 km de Seul), Dante mostrou que está disposto a agarrar a oportunidade entre os titulares. Destacou-se defensivamente e, de quebra, anotou o primeiro gol da vitória de sua equipe sobre os reservas por 2 a 0, de cabeça. Após a atividade, então, destacou a força coletiva da Seleção Brasileira, que, segundo ele, tem os defensoes aparecendo bem no ataque, e os avançados ajudando na defesa.

“Acho que uma dupla de zaga não funciona sozinha. Já vi dois zagueiros medianos se darem muito bem, pois o time deles fez com que eles se encontrassem sempre em situações favoráveis. Independentemente de ter bons zagueiros, hoje em dia o que favorece é o trabalho coletivo. O Brasil criou uma base porque está todo mundo defendendo bem. O Neymar está correndo na frente, o Oscar pega certo na frente. Nós defendemos juntos e atacamos juntos”, decretou.

A Seleção Brasileira ainda realiza treinamento na próxima sexta-feira, no Estádio Sang-Am, em Seul, palco da partida do dia seguinte, contra a Coreia do Sul. O amistoso está marcado para as 8 horas (de Brasília). Dois dias depois, os comandados de Luiz Felipe Scolari medem forças com a Zâmbia no Estádio Ninho do Pássaro, em Pequim.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade