Universíade/Bastidores - ( - Atualizado )

Dilma e dirigentes da Fisu se reúnem por Universíade em Brasília

Brasília (DF)

A candidatura de Brasília a sede da Universíade de 2019 ganhou um importante apoio. Nesta quinta-feira, representantes da Federação Internacional de Esportes Universitários (Fisu) se reuniram com a presidente Dilma Rousseff no Palácio do Planalto. Em pauta, esteve a candidatura da cidade, avaliada durante o dia pelo presidente da Fisu, o francês Claude-Louis Gallien.

“O esporte é parte da educação. É muito importante para nós sentir que o governo é um entusiasta para a realização do evento e que não é uma cidade quem está se candidatando, mas uma nação”, exaltou o dirigente, após o encontro.

Durante esta quinta-feira, a delegação da Fisu conheceu o Centro de Convenções Ulysses Guimarães, local estratégico para a realização do evento na cidade, e visitou o Centro Olímpico da Universidade de Brasília, escolhido como um dos palcos da competição caso a capital federal seja a escolhida para recebê-la.

Reprodução/Twitter
Dilma, Queiroz e Rebelo se reuniram com presidente e representantes do Fisu
Também participaram da reunião o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, o presidente da Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU), Luciano Cabral, e o ministro do Esporte, Aldo Rebelo. Em seu twitter, ele revelou que a candidatura brasileira pede a inclusão de cinco modalidades, além das 13 que já são disputadas.

“Proposta é que, além das modalidades obrigatórias, a edição brasiliense inclua futebol de areia, futsal, triatlo, vela e vôlei de praia”, revela o ministro. O atual programa da Universíade exige que sejam disputados os seguintes esportes: atletismo, basquete, esgrima, futebol, ginástica artística, ginástica rítmica, judô, natação, polo aquático, saltos ornamentais, tênis, tênis de mesa e vôlei.

Esta é a segunda vez que Brasília tenta receber a Universíade. Em 2011, a cidade acabou preterida para a edição de 2017, vencida por 13 votos a 9 por Taipei, no Taiwan. Desta vez, as concorrentes da capital federal são Baku, no Azerbaijão, e Budapeste, na Hungria. A escolhida será divulgada no dia nove de novembro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade