Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Dinei lamenta chance perdida com gol vazio: “Tive confiança demais”

São Paulo (SP)

O Vitória saiu do gramado do Canindé neste domingo com uma certeza: se quiser continuar sonhando com o G-4, terá de caprichar mais nas finalizações. Os rubro-negros dominaram a Portuguesa no primeiro tempo, abriram o placar com Cáceres, mas perderam três chances claríssimas de frente para o gol lusitano e ainda levaram o empate aos 17 minutos do segundo tempo.

A primeira oportunidade foi criada por William Henrique. O garoto saiu do banco de reservas para entrar na vaga do volante Marcelo, invadiu a área pela direita, deixou dois zagueiros no chão e isolou ao finalizar de perna direita. Depois, Marquinhos saiu cara a cara com Lauro em contra-ataque, tentou chutar colocado e praticamente recuou para o goleiro.

O lance mais incrível, porém, teve a participação de Dinei. Euller foi acionado na linha de fundo pela esquerda e cruzou com precisão nas costas da defesa paulista. Lauro não achou nada, Rogério vacilou e Dinei subiu sem marcação. O centroavante cabeceou para o chão, mas exagerou no preciosismo e mandou à esquerda de Lauro mesmo com o gol vazio.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
O paraguaio Cáceres foi o único a mostrar frieza na frente do goleiro Lauro e balançar as redes lusitanas
“Cabecear é meu forte, mas infelizmente errei. Eu vi a bola vindo, não caprichei e ela saiu. Tive confiança demais. Não tivemos competência para definir. Vamos ver o que fizemos de bom e de errado para poder arrumar. Foi quase uma derrota, pois as chances mais claras foram nossas. Faltou caprichou, mas a equipe está bem para tentar chegar ao G-4”, tentou justificar o camisa 9.

Assim como Dinei, Ayrton também acredita que o Leão da Barra ainda pode sonhar com uma vaga na Copa Libertadores da América, mas faz uma ressalva. “Enquanto ainda restarem jogos, não vamos desistir. Ainda é um sonho possível, mas não podemos perder tantos gols como perdemos. Temos que melhorar isso para vencer o Fluminense no Rio de Janeiro”, alertou o lateral direito, lembrando do jogo de domingo, às 18h30 (de Brasília).

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade