Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Em crise, Vasco e Inter jogam com Dunga e Dorival ameaçados

Gazeta Press e Vicente Fonseca Rio de Janeiro (RJ)

O Vasco não vence há sete partidas, ocupa a 18ª posição, com apenas 25 pontos ganhos, e está cada vez mais ameaçado pelo rebaixamento. O Internacional é o sétimo colocado, com 34 pontos, mas vem de três derrotas seguidas. Os dois times jogam nesta quinta-feira, às 21h, no Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé (RJ), e o perdedor vai ter a crise bastante aumentada.

Os técnicos Dorival Júnior, do Vasco, e Dunga, do Inter, estão cada vez mais contestados, dentro e fora dos clubes, e o perdedor corre grande risco de ficar sem o emprego. A partida será disputada em Macaé porque o Vasco está cumprindo punição imposta pelo STJD, em função da confusão entre as torcidas no jogo com o Corinthians, em Brasília.

No Vasco, o técnico Dorival Júnior admite manter a equipe que começou a partida diante do Bahia, inclusive com o atacante André no banco de reservas. Já o meia Juninho Pernambucano tem presença confirmada. De acordo com Dorival Júnior, a delicada situação do clube de São Januário,na competição, não permite que o veterano jogador seja poupado de algumas partidas, como estava previsto no planejamento inicial da comissão técnica.

Juninho reconhece o desgaste físico e garantiu que o time vem sendo prejudicado pela maratona de jogos. "A gente não tem conseguido se recuperar durante um jogo, sempre que toma o primeiro gol. Aí vem o nervosismo, a ansiedade e a falta de pernas para reverter um resultado negativo durante o jogo", lamentou.

Marcelo Sadio/vasco.com.br
Juninho Pernambucano reconhece que a questão psciológica tem atrapalhado o desempenho do Vasco
Nos últimos treinamentos, o técnico Dorival Júnior tem conversado muito com Juninho, Pedro Ken, Filippe Souto e Dakson para que apertem a marcação no campo do adversário, para que o Vasco não tenha que ficar correndo atrás dos adversários por todo o campo.

A exemplo do Vasco, o Inter vive um de seus momentos de maior turbulência na temporada. Com três derrotas seguidas no Brasileiro, o G-4 ficou praticamente fora de alcance. A possibilidade de disputar a Libertadores resume-se a torcer para que um dos quatro primeiros colocados (exceto o Cruzeiro, já eliminado) vença a Copa do Brasil, o que abriria vaga para o 5º lugar do campeonato. Atualmente a equipe está em 7º, com 34 pontos.

Buscando reencontrar um rumo para o Inter, o técnico Dunga, bastante pressionado pela torcida, não alterou significativamente a equipe que enfrentou o Cruzeiro. Mesmo tendo perdido por 2 a 1, a ideia de time deve se manter para Macaé. Ela inclui escalar Caio como único homem de frente, sendo escoltado por três meias. Forlán e Leandro Damião, muito discretos nos últimos jogos, são agora reservas.

Alexandre Lops/SCI
Assim como Dorival Júnior, Dunga tem recebido muitas críticas da torcida nas últimas semanas
A principal mudança em relação à derrota para a Raposa é a volta de D’Alessandro ao time titular. Ele cumpriu suspensão diante do Cruzeiro, e Alan Patrick jogou em seu lugar. Jorge Henrique e Otávio devem ser os outros dois meias colorados. Mais atrás, Josimar, suspenso, dará lugar a Ygor. Na zaga, Índio volta de suspensão e retoma o lugar ocupado no domingo passado por Ronaldo Alves.

Ao mesmo tempo em que ganhou D’Ale e Índio, Dunga perdeu vários jogadores para o confronto com o Vasco. Alan Patrick, titular diante do Cruzeiro, fraturou a mão e para por um mês. Já Scocco, com problema no tornozelo, ficará de fora pela terceira vez seguida. No meio, Alex, com dores na região lombar, também sequer viajou ao Rio de Janeiro.

Arte GE.Net
FICHA TÉCNICA
VASCO X INTERNACIONAL

Local: Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé (RJ)
Data: 3 de outubro de 2013 (Quinta-feira)
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Bruno Boschilla (PR) e Marrubson Freitas (DF)

VASCO: Diogo Silva; Fágner, Jomar, Cris e Yotún; Pedro Ken, Fillipe Soutto, Juninho Pernambucano e Dakson; Marlone e Edmílson
Técnico: Dorival Júnior

INTERNACIONAL: Muriel; Gabriel, Índio, Juan e Kleber; Ygor, Willians, Jorge Henrique, D’Alessandro e Otávio; Caio
Técnico: Dunga

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade