Futebol/Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Em decadência, Botafogo tenta reação contra incógnita Náutico

Gazeta Press São Lourenço da Mata (PE)

Sem vencer há cinco partidas no Campeonato Brasileiro, o Botafogo busca a reação nesta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), quando visita o Náutico na Arena Pernambuco, em Recife (PE), pela 27ª rodada da competição nacional. O Glorioso vem de derrota por 1 a 0 para o Grêmio e está estacionado com 43 pontos, na quarta posição, começando a ver a vaga na Copa Libertadores ficar ameaçada. Já o Timbu segura a lanterna com 17 pontos e está virtualmente rebaixado. Mas se tornou uma incógnita, já que tem alternado grandes jogos com atuações pífias, como na derrota de 4 a 1 para o Cruzeiro no fim de semana.

O discurso no Botafogo continua sendo o de reação, pois os jogadores consideram que os maus resultados recentes são frutos de fatores que podem ser contornados. "Nós estamos ansiosos, querendo fazer a bola entrar de qualquer maneira e procurando as vitórias sempre pelo caminho mais complicado, pois mais que a comissão técnica venha trabalhando corretamente. Portanto, é importante que tenhamos tranquilidade nesta quarta-feira, pois possuímos qualidade para reencontrarmos o caminho das vitórias", alertou o atacante Rafael Marques.

Os jogadores terão ainda uma motivação a mais contra o Náutico, pois querem dar a vitória de presente ao técnico Oswaldo de Oliveira, que sequer viajou para Recife por conta de uma crise cardíaca que o levou ao hospital após o jogo contra o Grêmio. O treinador já teve alta, mas só retorna aos trabalhos na quinta-feira. "O Oswaldo é uma pessoa que conta com o carinho de todos no grupo e vamos trabalhar muito para podermos ganhar este jogo e darmos a vitória de presente a ele", disse o volante Renato, que, assim como o restante do elenco, será dirigido por um grupo de auxiliares de Oswaldo, tendo Luiz Alberto no comando.

Divulgação/Botafogo F. R.
Caindo pelas tabelas do Brasileirão, o Botafogo será comandado por um grupo de auxiliares de Oswaldo de Oliveira
Para este compromisso o Botafogo terá o retorno do lateral direito Edilson e do zagueiro Bolívar, que cumpriram suspensão contra o Grêmio, além do atacante Elias, recuperado de lesão na coxa esquerda. Eles assumirão as vagas de Gilberto, Dankler e Henrique, respectivamente. O volante Gabriel, com dores na coxa direita, foi vetado e Renato será o companheiro de Marcelo Mattos na proteção aos zagueiros. Outros desfalques ficam por conta do goleiro Jéfferson, servindo à Seleção Brasileira em amistosos internacionais, e do meia Lodeiro, com a seleção do Uruguai por conta das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014. Renan entra no gol e Hyuri entra no meio.

Pelo lado do Náutico, o técnico Marcelo Martelotte quer ver seus comandados com uma atitude vencedora. "Precisamos ter atitude contra o Botafogo e nos impormos desde os primeiros minutos. A má fase do nosso adversário precisa ser aproveitada a nosso favor, embora tenha muita qualidade do outro lado do campo", disse o treinador.

Em termos de escalação, o Náutico terá o retorno do lateral direito Maranhão, que vai ocupar a vaga de William Alves, com João Filipe, que atuou de forma improvisada na lateral, retornando à zaga para compor dupla com Leandro Amaro. O volante Dadá sofreu uma entorse no tornozelo direito contra o Cruzeiro e foi vetado, com a sua vaga sendo preenchida por Martinez, que cumpriu suspensão diante da Raposa.

Arte GE.Net
No primeiro turno as duas equipes se enfrentaram em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), e o Botafogo ganhou por 2 a 0 com gols de Renato e Elias.

FICHA TÉCNICA
NÁUTICO-PE X BOTAFOGO-RJ

Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE)
Data:
9 de outubro de 2013 (Quarta-feira)
Horário:
21h50 (de Brasília)
Árbitro:
Marcos André Gomes da Penha (ES)
Assistentes:
Luiz Carlos Bezerra (RN) e Braney Machado (PB)

NÁUTICO: Ricardo Berna, Maranhão, João Filipe, Leandro Amaro e Bruno Collaço; Martinez, Elicarlos, Derley e Morales; Maikon Leite e Olivera
Técnico:
Marcelo Martelotte

BOTAFOGO: Renan, Edilson, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Renato, Seedorf, Hyuri e Rafael Marques; Elias
Técnico:
Luiz Alberto (interino)

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade