Futebol/Copa do Brasil - ( )

Enderson nega depender de Walter e crê em fim de tabu no Maracanã

Goiânia (GO)

Apesar de ter afirmado que deitaria e rolaria contra o Flamengo na última quarta-feira, Walter realmente foi vetado pelos médicos e viu de longe a derrota por 2 a 1 em pleno Serra Dourada. A expectativa agora é que o centroavante se recupere de lesão a tempo de disputar o jogo de volta, marcado para ás 21h50 (de Brasília) da próxima quarta-feira.

Se a torcida vê no camisa 18 peça fundamental para buscar a classificação para a final da Copa do Brasil, o técnico Enderson Moreira pede calma. O treinador reconhece que a presença de Walter poderia ajudar o Esmeraldino a reverter a vantagem rubro-negra no Rio de Janeiro, mas nega que dependa do atacante para impor o estilo de jogo alviverde.

“Temos tempo e condições de reverter. Não adiantaria ter o Walter se não tivesse o jogo. É uma situação que pode caminhar para o nosso lado. Se ele estiver à disposição, como vive um grande momento, com certeza vai nos ajudar. Se não estiver, a gente arma o time com o que tiver e também teremos condições de virar”, ressaltou.

Ao viajar para a capital fluminense na próxima semana, o Goiás irá encarar tabu incômodo desta Copa do Brasil. O time goiano enfrentou três adversários cariocas em sequência, conseguindo eliminar Fluminense e Vasco da Gama. Quando pisou no gramado do Maracanã, porém, não levou sorte e perdeu por 1 a 0 para os tricolores e por 3 a 2 para os cruz-maltinos.

“Confio muito nessa equipe, que tem demonstrado muito poder de recuperação. As manchetes falam que a gente só faz resultado em casa e perde no Maracanã. Quem sabe agora não é a hora da virada. Vamos fazer nosso resultado lá, confio”, projetou o comandante esmeraldino após a derrota no Serra Dourada.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade