Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Força e união do elenco são pontos fortes do Cruzeiro, diz treinador

Recife (PE)

Com desfalques por suspensão, lesão ou convocação à Seleção Brasileira, o Cruzeiro foi obrigado a enfrentar o Náutico com dois jogadores considerados reservas e outro improvisado fora de posição. Assim como em outras partidas em que isso aconteceu, porém, a Raposa manteve seu padrão de jogo e goleou o Timbu por 4 a 1.

Para o técnico Marcelo Oliveira, o resultado conquistado na Arena Pernambuco demonstra a força da equipe mineira. Além disso, o comandante acredita que o fato de os jogadores que não vem atuando aceitarem a condição de reservas é essencial para a campanha do líder do Brasileirão.

“Penso que só pode ser a valorização que se dá a todos os atletas, a coerência. O jogador cobra muito a coerência do treinador. O time vem jogando bem, encaixou e eles [reservas] entendem, são úteis e entram com todo gás quando chamados”, diz o treinador. “Eles não deixam de jogar bem por estarem atuando menos. Esse é o espírito de equipe que se deve ter para se conquistar um título. Sem rachas no elenco se chega ao objetivo final”, completa.

Como exemplo, Marcelo Oliveira citou Ceará. Revezando o posto de titular da lateral direita com Mayke, o experiente jogador foi utilizado na ala oposta no duelo deste domingo, substituindo o suspenso Egídio.

“O Ceará é um atleta extremamente profissional, dedicadíssimo e comprometido com as causas do Cruzeiro. Quando falei que poderia botá-lo na esquerda, ele se prontificou a jogar e fez uma bela partida”, elogia o treinador.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade