Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Galo recebe vice-lanterna Ponte para encostar ainda mais no G-4

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

Quinto colocado no Campeonato Brasileiro e já com vaga garantida na Libertadores do ano que vem, o Atlético-MG ainda quer chegar mais longe na competição nacional. Para ainda sonhar com o título, o Galo precisa fazer o dever de casa e vencer a vice-lanterna Ponte Preta, nesta quinta-feira, às 19h30 (de Brasília), no Independência.

A ideia dos atleticanos é aproveitar o mando de campo e o desgaste da Macaca, que jogou na última terça-feira, e menos de 48 horas depois volta a campo para duelar contra os mineiros. Um dos trunfos do Atlético-MG é o meia-atacante Luan, que atuou pela Ponte Preta e conhece muito bem o time de Campinas.

“Tenho um carinho pela Ponte, clube que me abriu as portas para jogar em alto nível no futebol brasileiro. Mas estou no Galo agora e espero comemorar com a torcida do Galo da melhor maneira possível. Acho que vai ser um jogo difícil, mas que o Galo vença. A gente tem dois jogos seguidos agora em casa para somar seis pontos e subir na tabela cada vez mais”, declarou.

O grande problema do Atlético-MG para o jogo desta quinta-feira é o excesso de desfalques que tem tirado o sono do técnico Cuca. Ao menos cinco baixas importantes já estão confirmadas. O craque Ronaldinho Gaúcho, com grave lesão na coxa, e o lateral Richarlyson, que rompeu os ligamentos do joelho, ficam fora de combate por tempo indeterminado.

O zagueiro Réver foi vetado para a partida devido um edema ósseo no pé direito, diagnosticado após o jogador passar por exames. A lesão de Réver ocorreu na partida contra o Santos, após o defensor receber um pisão. O argentino Dátolo atuou apenas 15 minutos contra o Peixe, mas já voltou para o departamento médico com um estiramento na panturrilha. Guilherme, Carlos César e Michel completam a lista de baixas médicas..

Se no Atlético-MG o problema é a quantidade de atletas no departamento médico, na Ponte Preta é o cansaço pela maratona de jogos que preocupa o técnico Jorginho. Em oito dias, a Macaca terá feito três jogos, contra Botafogo, Náutico e Galo. Apesar de o tempo ser curto, o treinador acredita que é possível surpreender os atleticanos no Horto.

“A gente tem que jogar de igual para igual, como fizemos com o Botafogo no Maracanã, como o Náutico fez aqui com a gente. Joga fechadinho, explorando os contra-ataques, jogando no erro do adversário. Ninguém achava que a gente pudesse ganhar no Rio. Por que não podemos ganhar outra”, indagou.

Sobre o time que enfrenta o Galo, Jorginho não terá os laterais Uendel e Artur, os dois receberam o terceiro cartão amarelo e terão que cumprir suspensão automática em Belo Horizonte. Chiquinho faz tratamento de lesão na coxa e é dúvida, assim como o goleiro Roberto, que pode ser pego no antidoping devido a medicação para combater uma alergia.

Arte GE.Net
FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG X PONTE PRETA

Local: Estádio Independência, Belo Horizonte (MG)
Data: 03 de outubro de 2013, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (RJ)
Assistentes: Paulo César Silva Faria (MT) e Eduardo Gonçalves da Cruz (MS)

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Emerson e Júnior César; Pierre, Josué, Tardelli e Luan; Fernandinho e Jô
Técnico: Cuca

PONTE PRETA: Roberto; Régis, Ferron, Diego Sacoman e Advincula; Baraka, Alef, Fellipe Bastos e Adrianinho; Rildo e William
Técnico: Jorginho

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade