Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Ganso deixa campo vaiado e incrédulo: "Não tem o que falar"

Santos (SP)

De volta à Vila Belmiro pela segunda vez no ano, Paulo Henrique Ganso mais uma vez saiu de lá descontente. Além de vaiado pela torcida alvinegra, o meia tricolor deixou o gramado sem saber explicar a derrota por 3 a 0, com um jogador a menos desde o final da etapa inicial.

"Nós tomamos dois gols com um jogador a menos. Não tem nem o que falar", disse o jogador, enquanto de dirigia rapidamente ao vestiário. "Não tem culpa de ninguém. Tem que trabalhar muito mais para voltar a vencer".

O jogo de sábado será contra o Vitória, de Ney Franco, treinador com o qual Ganso teve problemas de relacionamento no Morumbi. Até lá, caso o Vasco vença o Internacional (nesta quinta-feira, em Macaé), Ganso e seus companheiros estarão novamente na zona de rebaixamento.

"Sempre foi essa a realidade. Estamos perto dessa zona e temos que ficar com os olhos abertos para não voltar para lá", reconheceu o ex-santista.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Foi a segunda vez que o meia pisou na Vila Belmiro desde que trocou Santos por São Paulo, em 2012
Desde que deixou o clube litorâneo, em setembro de 2012, Ganso havia atuado na Vila Belmiro apenas uma vez - no Paulista deste ano. Assim como na ocasião anterior, foi alvo de vaias de torcedores locais, que o chamaram principalmente de traidor.

Pressionado após o terceiro revés seguido na competição nacional, o elenco são-paulino se reapresenta aos trabalhos na tarde desta quinta-feira, no CT da Barra Funda.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade