Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Garçom da noite, Walter comemora vaga e promete superar lesão

Rio de Janeiro (RJ)

Dez anos depois, o Goiás está de volta à semifinal da Copa do Brasil. O Esmeraldino foi derrotado pelo Vasco da Gama por 3 a 2 nesta quinta-feira, mas calou o Maracanã pelos gols marcados fora de casa e agora enfrentará o Flamengo para chegar à final. O clima, no entanto, não é só de festa, já que o artilheiro e garçom Walter deixou o gramado com lesão muscular.

O centroavante foi decisivo para a classificação goiana no Rio de Janeiro ao dar as assistências para os dois gols da equipe, mesmo atuando na maior parte do tempo com curativos na cabeça. Os cariocas já venciam por 2 a 0 no primeiro tempo com dois de Thalles quando Walter dominou na intermediária e colocou Hugo na cara de Alessandro para marcar. Depois, ajeitou de peito na grande área e Amaral deixou tudo igual.

A noite especial do atacante, porém, foi interrompida em arrancada para disputa de bola com Renato Silva. Logo que ultrapassou o zagueiro vascaíno, Walter colocou a mão na coxa direita e pediu substituição. Do banco de reservas, onde já iniciava tratamento médico, viu Willie fazer o terceiro dos cruz-maltinos, mas pôde comemorar a classificação.

“A perna embolou, agora é voltar para Goiânia, tratar e chegar quarta-feira contra o Flamengo bem. Espero que não seja nada de grave. O mais importante é ter passado de uma fase tão difícil. Embolou, pode ser grave, mas sou forte e guerreiro. Se eu não faço gol, estou aqui para dar assistência e ajudar o Goiás a sair com a vitória”, declarou o camisa 18, emocionado.

Mais tarde, em entrevista coletiva, o técnico Enderson Moreira falou sobre a situação de seu 'matador'. "O Walter para domingo? Sem chances. É um jogador que se recupera rápido, mas o tempo é muito pequeno até domingo. Para quarta acho muito difícil, mas como falei, ele recupera muito rápido, vamos aguardar. Ele deve passar por exames, pois não dá para saber o que foi, se foi desconforto, contratura. Vamos aguardar", sentenciou o comandante.

Se viveu noite de herói no Maracanã, Walter esperava mais um dia especial no domingo, quando o Goiás visita o Náutico na Arena Pernambuco, às 18h30 (de Brasília). O centroavante é pernambucano da capital Recife e esperava reencontrar os familiares: “Estou muito chateado, porque encontraria minha família, mas fico feliz por poder entrar na história do Goiás mais uma vez.”.

Quem também não esquecerá tão cedo a classificação heroica contra o Vasco da Gama é o garoto Roni. O jovem emprestado pelo São Paulo não escondeu a alegria por poder disputar a semifinal da Copa do Brasil. “Estou muito feliz por viver esse momento logo no meu segundo ano como jogador profissional”, vibrou o meia de 22 anos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade