Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Gol contra salva Fluminense de vexame em casa contra a Ponte

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

No duelo de duas equipes que estão na parte de baixo da tabela e lutam contra a ameaça do rebaixamento, o empate em 1 a 1 não foi bom para Fluminense e Ponte Preta, na tarde deste sábado, no Maracanã.

Depois de um primeiro tempo muito fraco, a Ponte abriu o placar com Rafael Ratão na segunda etapa. Diego Sacoman marcou contra e salvou o Flu da derrota.

Com o resultado, o Fluminense foi a 36 pontos e dorme na 14ª colocação. Já a Ponte soma 30, na 19ª.

Na próxima rodada, o Fluminense recebe o Vitória, no Maracanã, enquanto a Ponte faz novo duelo direto contra a degola, desta vez em casa, contra o Vasco. Os dois jogos estão programados para o próximo domingo.

O jogo - As duas equipes começaram a partida com bastante cautela, muito preocupadas em se proteger e evitar uma surpresa negativa logo no início. O jogo se desenvolvia entre as duas intermediárias e ninguém se arriscava.

Divulgação/Fluminense F.C.
Fábio Braga saiu para comemorar o gol do Fluminense, mas foi o zagueiro da Ponte, Diego Sacoman quem marcou, contra
Esta foi, por sina,l a tônica da primeira etapa: poucas oportunidades reais de gol, e todas perdidas pela má qualidade das finalizações.

Aos 22, Gum aproveita um escanteio e cabeceia. Roberto faz grande defesa, a bola sobra para Edinho tocar de cabeça para Biro Biro, que falhou na tentativa de concluir e o goleiro da Ponte ficou com a bola.

A equipe de Campinas tentou responder no contra-ataque rápido. Rildo venceu a zaga na velocidade mas acertou a rede pelo lado de fora.

A melhor chance da Ponte no primeiro tempo foi aos 38, na cobrança de uma falta por Fellipe Bastos. O tiro saiu forte e Cavalieri espalmou. Ferrón tentou a conclusão e Leandro Euzébio salvou.

Já o Flu quase chegou ao gol no finalzinho. Aos 43, Biro Biro novamente chuta muito mal chegando de trás após a cobrança de um escanteio.

Arte GE.Net
O jogo seguiu equilibrado na segunda etapa. O Fluminense atacava mais, mas continuava sofrendo com a incompetência de seus homens de frente. A Ponte, por sua vez, atuava mais fechada mas levava perigo, como aos 23, quando Rafael Ratão furou um cruzamento da esquerda, na cara do gol.

A Ponte viu seu esquema dar frutos aos 36. Em mais um contra-ataque, os comandados de Jorginho trocam passes e Rafael Ratão tenta da entrada da área. A bola tocou na trave e no goleiro tricolor antes de entrar.

O gol fez o Flu se mandar com tudo em busca do empate, mas com os atacantes em péssima tarde, teve de contar com um gol contra de Diego Sacoman para conseguir o empate, aos 39, quando o zagueiro tentou interceptar um cruzamento da direita e mandou para o próprio gol.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade