Futebol/Amistoso - ( - Atualizado )

Goleiros pregam respeito a Julio Cesar e brigam por duas vagas para 2014

Seul (Coreia do Sul)

Após ser um dos destaques da Seleção Brasileira na conquista da Copa das Confederações, em junho deste ano, Julio Cesar ganhou a confiança de Luiz Felipe Scolari e foi garantido, segundo declarações do próprio treinador, na convocação dos 23 atletas que disputarão a Copa do Mundo do ano que vem, no Brasil. No entanto, uma grave lesão sofrida pelo arqueiro no último mês (fratura no dedo médio da mão esquerda e luxação em dois da direita) tirou-o dos amistosos contra Coreia do Sul e Zâmbia, nesta semana, na Ásia, e pode abrir vaga para um novo goleiro no Mundial do ano que vem.

Isto porque se somente Jefferson e Diego Cavalieri estiveram ao lado de Julio na lista do torneio deste ano, Victor foi chamado para as partidas amistosas, ganhando, assim, uma oportunidade para mostrar o seu trabalho a Felipão. Se o goleiro do Queens Park Rangers estivesse em condições de atuar, certamente um dos três não estaria em Seul e perderia espaço na briga pelas duas vagas restantes para a Copa de 2014.

AFP
Julio Cesar tem vaga quase certa na Copa do Mundo
Assim, o discurso dos ‘candidatos’ é parecido: Respeito por Julio Cesar e oportunidade de cavar um lugar no Mundial enquanto a lesão do goleiro titular abre vaga para mais um arqueiro nos amistosos. “Até a Copa do Mundo tem muito chão. O importante é, quando vem a oportunidade na Seleção, fazer um bom trabalho - principalmente no dia a dia, no clube, manter a regularidade, e manter um bom nível de apresentação, para poder estar sonhando em fazer parte do grupo para 2014”, destacou Diego Cavalieri, considerado reserva de Julio e Jefferson, mas a frente de Victor na concorrência.

O goleiro do Atlético-MG, aliás, destacou a amizade entre os jogadores da posição e disse ver a ‘disputa’ como boa para a evolução da Seleção Brasileira. “Independente dessa concorrência, dessa disputa por vaga, a amizade sobressai. Um torce pelo outro. Quando há essa amizade, essa disputa sadia, o nível técnico melhora. É sempre com muito respeito, com muita amizade, que se faz com que esse trabalho possa crescer”, afirmou.

Para Jefferson, reserva imediato de Julio Cesar, a vaga na convocação do Mundial está próxima, mas ainda não garantida. “Acho que todo treinador tem jogadores de confiança, independente se é no jogo. Tem jogadores que adquirem a titularidade sem jogar, nos treinamentos. O Felipão olha tudo”, disse o jogador. “Ele sabe do meu trabalho, do meu potencial. Eu adquiri a confiança dele tanto no Botafogo quanto nos treinamentos, mas ninguém tem cadeira cativa”, acrescentou.

A Seleção Brasileira está concentrada em Seul, na Coreia do Sul, desde a última segunda-feira. Nesta terça, os jogadores realizaram apenas treinamento físico na academia do Grand Hotel Hilton, onde estão hospedados, mas devem ir a campo em atividades na quarta, quinta e sexta. No sábado, a equipe encara a Coreia do Sul, às 8 horas (de Brasília), e, na próxima terça, pega a seleção de Zâmbia, às 8h45, em Pequim, na China.

Rafael Ribeiro/CBF
Jefferson é o reserva imediato de Julio Cesar; Botaoguense deve ser titular contra Coreia do Sul e Zâmbia

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade