Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Inter e Grêmio fazem clássico de estilos opostos em Caxias do Sul

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Eternos rivais, Internacional e Grêmio farão neste domingo, no Estádio Centenário, em Caxias do Sul, um clássico entre duas equipes com estilos de jogo bem diferentes. O Colorado adota uma proposta mais aberta, o que pode ser evidenciado pelo fato de a equipe ter marcado 43 gols e sofrido 40 neste Brasileirão. O Tricolor, com 35 marcados e 24 sofridos, é o extremo oposto: tem a segunda melhor defesa do campeonato, mas é de longe o time que menos marcou gols dentro do G-4 da competição.

O estilo gremista tem dado mais resultado até agora. Com 52 pontos, o Grêmio está praticamente garantido na Libertadores do ano que vem. O Inter, com 41, oito atrás do quarto colocado, ainda tem duas chances de chegar à competição continental: ganhar a Copa do Brasil ou torcer para que um dos integrantes do G-4 a vença, o que abriria vaga para o 5º colocado – hoje o Vitória, com 43 pontos.

O técnico Clemer, quando assumiu o comando colorado, há duas semanas, recebeu um grande desafio: equilibrar a força ofensiva da equipe com uma maior consistência defensiva. Até agora, em quatro jogos, obteve 7 pontos, marcou 6 gols e sofreu 4, uma média de gols sofridos menor que a dos tempos de Dunga. Para a partida deste domingo, ele poderá contar com a volta do experiente Índio à zaga, mas a tendência é que Jackson e Juan sigam como titulares, dado o bom desempenho da dupla nos últimos jogos.

Diante do Santos (empate em 0 a 0), faltou ao Colorado justamente repetir sua melhor qualidade no Brasileiro: marcar gols. Clemer ganhará um reforço de peso para o ataque: Diego Forlán, que estava na seleção uruguaia, treinou bem e deve formar o ataque com Leandro Damião. Mas sua presença ainda não é garantida: se D’Alessandro e Damião são certos do meio para a frente, Jorge Henrique, Otávio, Scocco e Forlán disputam as outras duas vagas. Otávio e o uruguaio são os favoritos na briga.

Arte GE.Net
O jovem volante João Afonso, 18 anos, de boa atuação contra o Santos, deve permanecer no time ao lado de Willians, até porque Ygor, com tendinite no joelho, está descartado. Ele e Jackson fazem parte de um processo de rejuvenescimento do time colorado, uma das políticas adotadas por Clemer para o fim do ano. O lateral Fabrício também é dúvida, e Kleber deve seguir na lateral esquerda.

No Grêmio, o técnico Renato Gaúcho também contará com voltas importantes à equipe. Vargas e Riveros voltaram das seleções de Chile e Paraguai e devem ficar à disposição. O volante guarani ainda passará por uma avaliação médica, já que sofreu lesão muscular enquanto treinava com sua seleção, mas a tendência é que jogue ao lado de Souza e Ramiro no meio-campo. Kleber, que cumpriu suspensão diante do Corinthians, também retorna.

Com as voltas, Renato tem três opções de esquema para o Grêmio. A mais provável era o retorno do 3-5-2 com três volantes, formação mais bem sucedida fora de casa da equipe até agora, mas a lesão na coxa de Rhodolfo, que tirará o zagueiro do clássico, dificultou os planos. Neste caso, Kleber e Riveros atuariam, e Saimon seria o terceiro zagueiro. Outra é o 4-3-3, com a entrada de Vargas na equipe na vaga aberta pela lesão de Rhodolfo. Por fim, há a opção do 4-3-1-2 utilizada no segundo tempo contra o Corinthians, com Maxi Rodríguez entre os titulares.

Se para o Inter o clássico é visto como uma das últimas chances de conquistar uma vaga no G-4, o Grêmio trata de esfriar os ânimos para o Gre-Nal deste final de semana: “ninguém aqui está desesperado, lutando contra o rebaixamento. O jogo vale 3 pontos, como qualquer outro, e não 6 ou 12”, afirmou Renato, após a vitória sobre o Corinthians, na última quarta-feira.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X GRÊMIO

Local: Estádio Centenário, em Caxias do Sul (RS)
Data: 20 de outubro de 2013, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Celso Barbosa de Oliveira (SP)

INTERNACIONAL: Muriel; Gabriel, Jackson, Juan e Kleber; João Afonso, Willians, Otávio e D’Alessandro; Forlán (Jorge Henrique) e Leandro Damião
Técnico: Clemer

GRÊMIO: Dida; Werley, Saimon (Vargas) e Bressan; Pará, Souza, Ramiro, Riveros e Alex Telles; Kleber e Barcos
Técnico: Renato Gaúcho

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade