Futebol/Brasileiro Série D - ( - Atualizado )

Juventude e Botafogo-PB lutam pelo título da Série D na Arena Grêmio

Porto Alegre (RS)

O último título nacional do Juventude foi em 1999, quando conquistou de maneira inédita a Copa do Brasil. A final, contra o Botafogo-RJ, terminou com o placar de 2 a 1 em favor dos gaúchos, que contavam com Pícoli, Mário Tilico e Márcio Mixirica no elenco. 14 anos depois, a equipe de Caxias do Sul volta a disputar uma decisão nacional. Curiosamente, o adversário é o Botafogo, mas não o carioca. Desta vez, será o de João Pessoa-PB, valendo o troféu do Campeonato Brasileiro da Série D. O palco do duelo é a Arena do Grêmio, em Porto Alegre, visto que o estádio Alfredo Jaconi segue interditado, devido aos rojões arremessados pela torcida do Papo em direção à arquibancada visitante, na partida contra o Londrina-PR.

Após conquistar o acesso, o elenco do Juventude sofreu drásticas mudanças: Rafael Pereira, Julinho, Jardel, Diogo Oliveira e Fernando foram emprestados, enquanto que Murilo acertou com a Chapecoense. Neste contexto, os garotos da base alviverde terão espaço para mostrar seu futebol e, quem sabe, seguirem o caminho de Alex Telles, Bressan e Ramiro, que disputam a elite do futebol brasileiro. Tal experiência deu certo nas semifinais, quando o elenco mesclado do clube sul-caxiense passou pelo Tupi-MG com certa folga, construindo o placar agregado de 4 a 1.

Dentre os jovens da equipe gaúcha, se destacam o goleiro Aírton, que ganhou a chance entre os titulares após a lesão do experiente André Sangalli, e o zagueiro Flávio. Ambos estiveram presentes na conquista do Campeonato Gaúcho Sub-20 deste ano, quando o Papo derrotou o Internacional na final. Neste contexto, os 11 iniciais de Lisca devem ser: Aírton; Chicão, Flávio, Claudinho e Gerley; Rodrigo Possebon, Dê, Itaqui e Douglas; Rogerinho e Zulu.

Comandado por Marcelo Vilar e capitaneado pelo meia Lenílson, ex-São Paulo e Atlético-MG, o Botafogo-PB chega à decisão defendendo cinco jogos de invencibilidade. A última derrota do Belo foi no dia primeiro de setembro, quando foi derrotado pelo Central-PE, em Caruaru, por 3 a 1, em partida válida pelas oitavas de final da Série D. Depois de eliminar os pernambucanos, o Alvinegro passou por Tiradentes-CE e o Salgueiro-PE.

Divulgação
Com passagens por São Paulo e Atlético-MG, o meia Lenílson agora veste a 10 e a braçadeira do Botafogo-PB

Para o atacante Rafael Aidar, que já defendeu o Juventude, assim como seu companheiro ofensivo, Fausto, a mudança de mando de campo não assusta a equipe paraibana: “A Arena do Grêmio é muito bonita e admito até uma ansiedade de jogar com um gramado daqueles. Fora isso, não tem pra que se preocupar com essa mudança de local. Ela não vai e nem pode influenciar na partida. Estamos com uma equipe concentrada, e jogar contra uma torcida maior não vai nos afetar de forma alguma”, declarou.

Sem contar com o meia Doda, suspenso pelo STJD após expulsão na partida contra o Central-PE, é esperado que o técnico Marcelo Vilar mande à campo a seguinte formação: Rémerson; Ferreira, Marcel, André Lima e Celico; Hércules, Zaqueu, Pio e Lenílson; Rafael Aidar e Fausto.

A partida de volta será no dia 3 de Novembro, às 17 horas (de Brasília), no estádio José Américo de Almeida Filho, o Almeidão, em João Pessoa-PB.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade