Futebol/Brasileiro Série B - ( )

Kleina cobra triunfos para atingir “grande momento” ante São Caetano

Juazeiro do Norte (CE)

O técnico Gilson Kleina já tem em sua cabeça um cenário mais claro de quando o Palmeiras deverá garantir matematicamente o retorno à elite do futebol nacional. Prestes a disputar mais dois jogos fora de casa, contra Icasa e Bragantino, o treinador acredita que o acesso pode ser assegurado justamente no retorno ao Pacaembu, contra o São Caetano, no dia 26.

“Precisamos pontuar contra Icasa e Bragantino, e claro que o torcedor vai estar em Juazeiro e Bragança, mas o grande momento deve ser contra o São Caetano, em um Pacaembu lotado. Está reservado um momento especial, para resgatar o orgulho de todos”, afirmou.

O Palmeiras ocupa a liderança tranquila da segunda divisão, com 65 pontos, nove a mais do que a vice-líder Chapecoense. A situação fica ainda mais confortável porque a distância para o quinto colocado Paraná é de 19 pontos.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Gilson Kleina espera conquistar o acesso, no máximo, na partida contra o São Caetano
O Verdão volta a campo nesta terça-feira, para enfrentar o Icasa, em Juazeiro do Norte. Em seguida, o time da capital paulista jogará contra o Bragantino, no estádio Nabi Abi Chedid. Logo depois, o clube volta enfim a atuar no Pacaembu, após seis rodadas longe de casa.

Ao término do confronto com o Azulão, restarão apenas 18 pontos em disputa na Série B. Ou seja, o Palmeiras poderá subir se mantiver a distância atual para o quinto lugar. Para isso, o time precisa se ajustar em meio a diversos desfalques e também com o desgaste físico.

“Matematicamente, ainda não conseguimos, mas estamos fazendo nosso papel e aumentando muito nossa probabilidade. Temos agora esta viagem desgastante a Juazeiro, para jogarmos contra uma equipe que cresceu no segundo turno. Vamos jogar com atitude e nos impor. Quem sabe a pontuação de duas ou três rodadas nos deixe garantidos”, calculou o treinador.

O atacante Leandro também faz as contas para o acesso alviverde. “Sabemos que nosso time está bem próximo, mas temos de manter os pés no chão, pois os jogos serão mais difíceis ainda. Vamos com um passo por vez, para conquistarmos o resultado lá na frente”, ponderou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade