Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Kleina elogia reservas e vê maior volume de jogo do Palmeiras

Natal (RN)

Gilson Kleina não deixou o Frasqueirão reclamando de seus jogadores. Cheio de desfalques em Natal, o técnico do Palmeiras aprovou o desempenho daqueles que participaram da derrota por 3 a 2 para o ABC, censurando apenas o vacilo pelo alto no lance que fechou o placar.

“Quando você faz muita troca, perde um pouco o padrão, mas tenho que enaltecer os caras que jogaram. Mesmo na derrota, tiveram luta, buscaram o jogo saindo atrás. Infelizmente, tomamos o gol de bola parada, é algo que precisamos trabalhar”, afirmou o treinador.

Kleina gostou especialmente da reação dos atletas após o primeiro gol do ABC. Empurrado por uma torcida que (super) lotou o estádio, o time potiguar começou bem e saiu na frente. O Palmeiras chegou a virar o placar ainda na etapa inicial, mas permitiu o troco.

Gazeta Press
Gilson Kleina teve de se virar sem Henrique, Valdivia e outros desfalques (foto: Nuno Guimarães/STR)
“A gente sabia que eles começariam com um ímpeto grande. É um time empolgado, que vem de vitórias e tinha a ajuda da torcida. Eles tiveram um começo forte, e tomamos o gol. A equipe poderia ter ficado nervosa e se desestruturado, mas não, colocou a bola no chão”, comentou.

Aí, o ABC empatou em um pênalti bastante questionado e virou no segundo tempo. Os visitantes pressionaram, tiveram um gol anulado e reclamaram muito de dois pênaltis no centroavante Caio, mas não conseguiram evitar o resultado negativo no Rio Grande do Norte.

“Temos que avaliar o todo. Houve lances claros que não foram dados. A partida estava controlada no segundo tempo pela gente, eles poucas vezes chegaram. Mas futebol se faz por eficiência, não por volume. Tomamos o gol na bola parada e, infelizmente, não conseguimos reverter”, concluiu Gilson Kleina.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade