Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Kleina promove volta de Leandro e reveza laterais e esquemas táticos

William Correia São Paulo (SP)

O Palmeiras que entrará em campo contra o Paraná, no sábado, em Curitiba, deve ter só Leandro como novidade em relação ao time que empatou com o São Caetano no fim de semana e garantiu a volta do clube à Série A do Brasileiro. Mas Gilson Kleina aproveitou o coletivo desta quinta-feira para testar variações.

Como se previa, o Verdão começou o treinamento com Leandro, suspenso na partida no Pacaembu, na vaga que foi de Ananias diante da equipe do ABC. A escalação inicial teve Fernando Prass; Luis Felipe, André Luiz, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Wesley e Valdivia; Leandro, Vinicius e Alan Kardec. Foi a formação mais utilizada e é a mais provável.

Após um curto intervalo, o técnico mexeu, colocando o volante Marcelo Oliveira no lugar de Juninho na lateral esquerda e abrindo mão do 4-3-3 ao sacar o atacante Vinicius e reforçar a marcação com a entrada do marcador Eguren.

A presença de Marcelo Oliveira na esquerda liberou ainda mais Luis Felipe pela direita e, com Eguren no meio-campo, Márcio Araújo apareceu com frequência maior na área adversária, chegando a desperdiçar uma oportunidade clara.

Depois, Kleina sacou Luis Felipe, colocando o volante Wesley na lateral esquerda e, em alguns momentos, testando uma espécie de 3-5-2 com Marcelo Oliveira formando a zaga protegida por Eguren. Quem entrou foi o atacante Vinicius, reforçando a ofensividade da equipe.

Desfalques no jogo das 16h20 (de Brasília) deste sábado, o meia Mendieta, que operou o joelho esquerdo, correu no gramado, enquanto o zagueiro Vilson, com tendinite no joelho esquerdo, permaneceu realizando trabalhos na fisioterapia.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Eguren foi testado entre os titulares na segunda parte do coletivo, mas deve ser reserva no sábado, no Paraná

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade