Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Koff acredita em virada e descarta priorizar Copa do Brasil

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

O presidente Fábio Koff aprovou a atuação do Grêmio nesta quarta, apesar da derrota para o Atlético-PR. A principal atenuante apontada pelo mandatário do clube gaúcho foram as ausências dos três principais atacantes do elenco, Kleber, Barcos e Vargas. Segundo ele, a desvantagem de 1 a 0 é reversível na Arena, na semana que vem.

“O Grêmio jogou com uma escalação de emergência, e foi bem diante das dificuldades. Acredito na reversão. O jogo de volta é com o torcedor. Vamos reverter esse resultado e ir à final da Copa do Brasil”, disse Koff, que reclamou de uma falta sobre Ramiro na origem do lance do gol do Atlético-PR, embora não tenha culpado o árbitro Ricardo Marques Ribeiro pelo resultado.

Fábio Koff, a exemplo de Rhodolfo, também conclamou a torcida a lotar a Arena do Grêmio na semana que vem: “não pode faltar o apoio do nosso torcedor, nem a consciência de que o Grêmio pode reverter. É 1 a 0, e o jogo é em casa. Seria importante fazer um gol fora de casa, mas podemos virar esse placar, embora o Atlético-PR tenha uma equipe forte”, entende o presidente.

Em relação ao jogo de domingo, contra o Bahia, pelo Brasileiro, o Grêmio não deve poupar titulares, embora a proximidade do confronto com o Furacão: “o Grêmio, na pior das hipóteses, pensa na Libertadores. Por isso, não dá para desfocarmos do jogo de domingo, que tem importância. Precisamos recuperar os pontos que perdemos no caminho”, avaliou Koff.

Diante do Atlético-PR, o Grêmio precisará vencer por dois gols de diferença para sair com a vaga à final. No Brasileiro, a equipe de Renato Gaúcho está no 3º lugar, com 53 pontos, quatro à frente do primeiro clube que estaria fora da Libertadores hoje, o Goiás.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade