Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Luis Felipe se reúne com Brunoro e prioriza conversa por renovação

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

O lateral direito Luis Felipe teve uma reunião com o diretor executivo do Palmeiras, José Carlos Brunoro, nesta quarta-feira, e negou que tenha firmado um pré-contrato com outra equipe. O empresário do jogador, Guilherme Miranda, que não participou do encontro, explicou que a ideia é esgotar todas as possibilidades de renovação com o time paulista.

“Não participei, mas parece que transcorreu bem. Ele não tem pré-contrato e vamos seguir conversando com o Palmeiras antes de ouvir qualquer outro clube”, afirmou o agente, em contato por telefone.

Depois da conversa, Luis Felipe tem mais chance de voltar a jogar pelo clube na sexta-feira, na partida contra o Guaratinguetá, em Londrina, pela Série B do Campeonato Brasileiro. O clube negou que o lateral direito tenha ficado de fora contra o Figueirense por conta do impasse no contrato, mas o imbróglio gerava um mal-estar nos bastidores.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Luis Felipe negou que já tenha pré-contrato com outra equipe e empresário garante prioridade ao Verdão
O garoto tem acordo com o Verdão apenas até março de 2014 e, se quisesse, já poderia assinar um pré-contrato com outra equipe, deixando o Palestra Itália de graça ao término do vínculo. O Palmeiras tenta renovar com o lateral, mas existe uma distância grande entre o pedido salarial do garoto e o valor que a diretoria está disposta a pagar.

Assim, o Benfica surgiu como interessado pelo atleta, mas Guilherme Miranda declarou que a prioridade nas conversas é com o Palmeiras. Mesmo assim, a permanência de Luis Felipe no clube ainda está longe de ser definida. A partir de agora, a diretoria só tem mais tranquilidade para negociar, o que não é garantia de êxito.

Recuperado de inflamação nas duas canelas, Luis Felipe deve voltar ao time na sexta-feira, depois da polêmica em torno de sua ausência contra o Figueirense. O jogador tinha até treinado na véspera do encontro com os catarinenses, mas sequer ficou no banco de reservas, com a justificativa de que precisava melhorar o condicionamento físico.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade