Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Lusa não repete bom futebol e cai em casa para o Goiás

Bruno Grossi, especial para a GE.net São Paulo (SP)

Depois de passar pelo Santos com facilidade no último domingo, a Portuguesa voltou ao Canindé nesta quinta-feira pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. A força da equipe dentro de casa, no entanto, não foi colocada em prática e o Goiás tirou proveito para vencer por 2 a 1 e acabar com incômodo jejum de três partidas sem vitória na temporada.

O Esmeraldino começou melhor na capital paulista, mas só abriu o placar aos 36 minutos em forte chute de Hugo. Logo aos seis do segundo tempo, o artilheiro Walter converteu cobrança de pênalti no canto direito para ampliar, enquanto Heverton descontou na reta final. Com o resultado, os goianos chegam aos 37 pontos para ocupar a oitava colocação. Já a Lusa para com 34, em 12º lugar.

Na próxima rodada, a 28ª da competição nacional, o Goiás volta à capital goiana para encarar novo duelo direto, desta vez com o Bahia. A partida está marcada para as 18h30 (de Brasília) de domingo, no Serra Dourada. No mesmo dia e horário, a Portuguesa viaja para Curitiba, onde encara o Atlético-PR no estádio Durival de Britto.

Arte GE.Net
O jogo - Incomodado com a sequência de três confrontos sem vitória, o Esmeraldino começou o duelo com os paulistas com marcação adiantada e precisou de apenas um minuto para chegar com perigo. Souza errou passe infantil pela meia esquerda, Walter partiu em velocidade e rolou de calcanhar para Hugo ajeitar e soltar forte chute cruzado. Três minutos depois, Roni arriscou de fora da área e exigiu a primeira defesa de Lauro.

Aos 21 minutos, os visitantes mais uma vez assustaram. Walter fez o pivô no meio e virou com categoria para Eduardo Sasha na ponta direita. O meia cruzou na medida e David chegou nas costas da defesa para cabecear com muito perigo. A resposta rubro-verde saiu no minuto seguinte, em lance iniciado por Souza. O meia enfiou para Rogério na ponta esquerda e o lateral cruzou de primeira para cabeçada fraca de Gilberto.

Somente depois dos 30 minutos a Lusa tomou o controle da partida e chegou com perigo em três lances seguidos. Primeiro Bergson arrancou pela direita, cruzou rasteiro e lamentou o corte de Ernando no momento do chute de Gilberto. Depois Moisés Moura desviou cruzamento de Correa e mandou por cima de Renan. Por fim, Luis Ricardo levantou nas costas da defesa alviverde e Souza, também de cabeça, desperdiçou.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Hugo não apresentou grande futebol, mas foi preciso para abrir o placar no Canindé
Aos 36 minutos, porém, o Goiás voltou para o jogo e de maneira fatal. Moisés Moura e Lauro se desentenderam e cederam escanteio de graça para os goianos. Na cobrança, a zaga lusitana voltou a vacilar e a bola sobrou limpa para Hugo. O experiente meia soltou um foguete de perna esquerda e inaugurou o marcador no Canindé. Se o cenário já parecia desfavorável, com apenas seis minutos o time do Centro-Oeste chegou ao segundo gol.

Eduardo Sasha disputou com Rogério pela direita, caiu na área e o juiz assinalou pênalti. O artilheiro Walter foi para a cobrança, encheu o pé no canto direito de Lauro e ampliou para chegar ao décimo gol no Brasileirão. O gol desestabilizou a Portuguesa, que passou a errar muitos passes no meio de campo. Pela ponta direita, Bergson errava a maioria dos lances e se tornou alvo da irritação da torcida.

Mas foi justamente dos pés do atacante que a equipe voltou a incomodar o Verdão. Bergson rolou na medida para Luis Ricardo, que invadiu a área e bateu de bico, à esquerda de Renan. Dois minutos mais tarde, porém, Lauro voltou a trabalhar em cobrança de falta do zagueiro Rodrigo. Aos 33, Souza soltou bomba em cobrança de falta e Renan mandou para escanteio.

Na sequência, o goleiro nada pôde fazer em desvio de Wanderson, mas foi salvo em cima da linha por David. Quatro minutos depois, Luis Ricardo tabelou bonito com Moisés e bateu cruzado para Renan espalmar para o meio da área. Heverton, que havia acabado de entrar na vaga de Souza, só teve o trabalho de empurrar para as redes, mas não evitou a terceira derrota da Lusa em casa na Série A.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Walter chegou a dez gols no Campeonato Braslleiro ao converter pênalti contra o goleiro Lauro nesta quinta

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade