Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Lusa supera goleada para o Cruzeiro e mira arrancada na Série A

São Paulo (SP)

Quando atropelou o Corinthians por 4 a 0, a Portuguesa passou a ser apontada como a sensação do Campeonato Brasileiro e houve quem apostasse em surpresa até mesmo contra o Cruzeiro. O time, porém, sucumbiu no Mineirão também por 4 a 0 e chegou sob desconfiança para o duelo com o Santos no último domingo. Sem se incomodar com a pressão, a Lusa recuperou o bom futebol, venceu o Peixe por 3 a 0 e agora volta ter sonhos maiores em 2013.

“O jogo contra o Cruzeiro foi atípico, foi nosso pior jogo. Não é qualquer time que bate o Santos depois que o Santos venceu o São Paulo por 3 a 0. Temos que nos distanciar de vez dessa zona incômoda e começar a pensar grande. Jogador de time grande não pode se contentar com sair do rebaixamento, tem que sonhar alto mesmo com as dificuldades que todo mundo sabe que o time esta passando. Se o Guto Ferreira estivesse chegado antes, com certeza estaríamos mais na frente”, opinou Souza.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Guto Ferreira teve o trabalho exaltado por Souza e retribuiu os elogios ao destacar a força do elenco
Elogiado pelo meia, o técnico rubro-verde também acredita em arrancada da equipe na Série A, principalmente pela força apresentada nas partidas disputadas no Canindé. Até a 26ª rodada, a Portuguesa disputou 13 jogos como mandante no torneio nacional e soma oito vitórias, três empates e apenas duas derrotas. Na próxima quinta-feira, às 19h30 (de Brasília), o adversário em casa será o Goiás.

“Se continuarmos exercendo o mando de campo, são seis partidas e 18 pontos, tranquilamente estaríamos garantidos na primeira divisão, mas o campeonato é difícil. Também precisamos pontuar fora de casa para ter tranquilidade e ter classificação melhor, dentro de uma zona de Copa Sul-americana”, projetou o comandante.

E para Guto, o sonho está cada vez mais próximo devido à qualidade do elenco montado durante o Brasileirão: “Hoje temos um plantel muito bom, com recuperação de jogadores e contratações. Como a do Wanderson, que marcou contra Internacional e Corinthians, e o Henrique, que entrou bem no lugar do Gilberto, manteve o ritmo de intensidade”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade