Futebol/Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Marcelo Oliveira enaltece vitória, mas condena desatenção do Cruzeiro

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O técnico Marcelo Oliveira enalteceu a vitória do Cruzeiro em cima do Criciúma, mas deixou claro que existiu desatenção da equipe que quase custou caro atuando dentro do Mineirão. O treinador celeste afirmou que a dramaticidade da partida em alguns momentos foi culpa do próprio Cruzeiro, que segundo ele, poderia ter trabalhando melhor a posse de bola.

“Grande vitória, um passo à frente. Foi um pouco dramático, eletrizante, porque o Cruzeiro foi absoluto no jogo, fez dois gols, poderia ter feito três, quatro, mas o futebol não permite desatenção. Poderíamos ter trabalhado melhor a bola e eles acabaram fazendo os gols. São coisas do futebol, que às vezes não se explica. Uma vitória sensacional, com participação de todos, principalmente do torcedor, que dá a possibilidade de manter a diferença ou até aumentar”, analisou.

Questionado sobre a postura que foi adotada no intervalo do jogo após o Cruzeiro sofrer a virada do Criciúma, Marcelo Oliveira explicou que procurou tranquilizar os atletas, mostrando que uma reviravolta no placar era possível. Para o treinador essa atitude era mais favorável que dar uma bronca geral nos jogadores sem corrigir os erros apresentados.

“No intervalo se tem duas situações, ou se chega e chuta o balde com uma bronca geral ou se tem a consciência que pode virar, dando mais tranquilidade, mostrando que é como se tivesse 1 a 0, e a gente tem que começar novamente e fazer o nosso trabalho e corrigir algumas situações. Estávamos perdendo a segunda bola, por isso, corrigimos, e o espírito foi o mesmo. Esse sofrimento é importante para fortalecer e mostrar que Deus está conosco”, disse.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade