Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

Muricy admite jogo aquém do ideal, mas valoriza vantagem

Tossiro Neto São Paulo (SP)

O São Paulo não teve uma grande atuação e sofreu para vencer o Atlético Nacional por 3 a 2, nesta quarta-feira, mas ao menos levará vantagem para Medellín, na próxima semana. Foi essa, em resumo, a avaliação de Muricy Ramalho ao final da partida, no Morumbi.

"Foi um jogo duro, a gente não fez uma grande partida. Mas estamos mostrando uma coisa que é difícil de acontecer, que é a superação a todo momento. O time não se entrega. O time está no caminho certo. Quem sabe, a gente possa passar mais essa fase?", disse o treinador.

Na quarta-feira que vem, qualquer empate basta para classificar a equipe para a semifinal da Copa Sul-americana. Derrotas por 1 a 0 ou 2 a 1, por exemplo, dão a vaga à equipe colombiana. Em comparação com a fase anterior, porém, a vantagem é maior, já que o São Paulo empatou por 1 a 1 com a Universidad Católica, em casa.

"Não é grande, mas é uma vantagem. No outro jogo, a gente empatou em casa. É vantagem, porque o time lá vai ter que se expor um pouco mais. Aqui, eles jogaram muito no nosso erro. Até tomar o primeiro gol, não me lembro de o Rogério (Ceni) ter feito nenhuma defesa. Estava muito seguro nosso time", opinou, ao destacar a qualidade adversária.

"Esse time é realmente bem organizado, é um time grande da Colômbia, que tem bons jogadores e já mostrou isso em vários jogos. A gente tem acompanhado esse time desde que soubemos que poderíamos cruzar com eles", elogiou.

Antes de decidir a classificação no torneio continental, o São Paulo joga novamente no sábado, contra a Portuguesa, pelo Campeonato Brasileiro, no Morumbi. O elenco se reapresenta aos trabalhos na tarde desta quinta-feira, no CT da Barra Funda.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade