Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Para voltar a embalar, Flamengo visita o desfalcado Atlético-MG

Wanderson Lima e Gazeta Press Belo Horizonte (MG)

O Flamengo visita o Atlético-MG neste domingo, às 16 horas (de Brasília), no Independência, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, em que o Galo entrará em campo completamente desfigurado por uma série de desfalques e abalado pela derrota de 1 a 0 para o Atlético-PR. Já o Rubro-Negro estará motivado pelo triunfo de 2 a 1 sobre o Bahia, resultado que o fez pular para os 40 pontos, dois a menos que os mineiros, campeões da Libertadores e praticamente cumprindo tabela. Enquanto isto, os cariocas se dividem entre lutar contra o rebaixamento e acalentar o sonho de se aproximar da zona de classificação para a próxima Libertadores.

Esta dúvida sobre pelo que está brigando no Campeonato Brasileiro tem deixado os flamenguistas realmente divididos. Porém, a ordem agora na Gávea é a de não fazer projeções e pensar sempre no próximo jogo.

“O Campeonato Brasileiro já teve alguns times que estão na parte de baixo brigando por título, outros que caíram ao longo da competição, enfim, o desgaste é muito grande, pois é uma competição de muitos meses e é difícil de se manter bem e até conseguir uma sequência. Estamos fazendo um Campeonato Brasileiro de recuperação, mas ainda é muito cedo para saber onde isso vai parar”, disse Leonardo Moura.

Se o dois times preferem focar no adversário, o Flamengo já estuda a melhor maneira de deixar Belo Horizonte com os três pontos e, para isto, tentará administrar uma possível pressão do rival. “Eles, quando jogam no Independência, são um time muito difícil de ser batido, e sabemos disso. Lá a pressão é muito grande, a torcida joga junto, empurra o time ao ataque, então temos que estar preparados para pressão. Mas o Flamengo vem evoluindo e mostrando que sabe lidar com situações adversas e construir bons resultados”, explicou o técnico Jayme de Almeida.

Jayme de Almeida terá problemas. O lateral-esquerdo João Paulo sofreu uma lesão no joelho e não tem previsão de recuperação. Já o zagueiro Chicão e o meia André Santos estão suspensos. Sem eles, a lateral é o maior problema, e o volante Luiz Antônio deverá ser improvisado no setor. Gabriel deve ganhar a vaga no meio-campo, enquanto que, na zaga, o chileno Marcos González, que estava com a seleção de seu país nas Eliminatórias Sul-americanas, formará dupla com Wallace.

Arte GE.Net
Do outro lado, Cuca também lamenta muitas baixas. Isto porque o treinador terá vários desfalques por suspensão e ainda conta com jogadores importantes no departamento médico, ficando com muita dor de cabeça.

Nada menos que seis atletas terão que cumprir suspensão por excesso de cartões amarelos ou expulsões. Contra o Furacão, o lateral-direito Marcos Rocha e o avante Alecsandro foram expulsos de campo. Já os volantes Leandro Donizete e Josué e os atacantes Luan e Diego Tardelli foram advertidos com o cartão amarelo de número três e vão cumprir suspensão.

Diante de tantos problemas, Cuca aguarda a liberação pelo medico Rodrigo Lasmar do atacante Guilherme, que está em fase final de tratamento no departamento médico. “A gente espera sempre pelo Guilherme. Está na transição da parte física. Agora depende da equipe do Rodrigo liberar o Guilherme para nós”, disse.

Além dos problemas de suspensão, Cuca tem o argentino Dátolo e o zagueiro Réver no departamento médico. Para compensar o excesso de desfalques, o goleiro Victor e o avante Jô, que estavam com a Seleção Brasileira, voltam ao time, assim como Leonardo Silva e o volante Pierre, que cumpriram suspensão contra o Furacão.

No primeiro turno, as duas equipes se enfrentaram no Mané Garrincha, em Brasília, por escolha do Flamengo, que era o mandante. A estratégia deu certo e os cariocas atropelaram o adversário com uma vitória por 3 a 0. Nixon, Elias e Paulinho foram os autores dos gols. Naquela ocasião, o time mineiro poupou vários titulares porque havia vencido recentemente a Libertadores.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG X FLAMENGO

Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 20 de outubro de 2013, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Danilo Manis (SP)

ATLÉTICO-MG: Victor; Carlos César, Leonardo Silva, Jemerson (Emerson) e Emerson (Lucas Cândido); Pierre, Rosinei, Leleu e Guilherme (Neto Berola); Fernandinho e Jô
Técnico: Cuca

FLAMENGO: Felipe; Leonardo Moura, Marcos González, Wallace e Luiz Antônio; Amaral, Elias, Gabriel e Carlos Eduardo; Paulinho e Hernane
Técnico: Jayme de Almeida

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade