Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Paraná cede empate ao Atlético-GO e frustra torcida na Vila Capanema

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

O Paraná Clube frustrou seu torcedor e cedeu empate ao Atlético Goianiense por 1 a 1, na Vila Capanema, nos acréscimos da partida. Com o resultado, o Tricolor chegou aos 50 pontos e perde a chance de se consolidar no G4 em um momento importante da competição. Já o Dragão, com 31 pontos, continua na zona do rebaixamento.

No sufoco, aos 27 minutos do segundo tempo, a equipe paranista abriu o placar, com Luisinho, que tentou duas vezes e, após pegar rebote de bola na trave, empurrou para o fundo das redes. Mas,aos 48 minutos, Jorginho deixou tudo igual.

Na próxima rodada, o Paraná Clube enfrenta o Joinville, sábado Na Arena Joinville, em Santa Catarina. Já o Atlético-GO terá pela frente a Chapecoense, sexta-feira, no Estádio Serra Dourada.

O jogo – O Tricolor começou a partida empolgado com o apoio do torcedor e tentava pressionar. O primeiro chute com perigo, entretanto, veio apena aos seis minutos, com JJ Morales, que girou o corpo e bateu no cantinho para defesa de Márcio. Aos 10 minutos, o atacante argentino apareceu com liberdade para receber lançamento, mas a arbitragem parou o lance e anotou o impedimento.

O Dragão respondeu à pressão com Juninho, aos 12 minutos, chutando cruzado para boa defesa de Luís Caros. Aos 16 minutos, foi a vez de Bida arriscar de fora da área e assustar a retaguarda paransita. Após uma pequena queda no ritmo, o Paraná voltou a dominar as ações. Aos 21 minutos, Reinaldo aproveitou sobra de bola para testar o goleiro Márcio. O camisa 1 goiano voltou a trabalhar aos 24 minutos, pegando um petardo de Kayke.

Sem conseguir penetrar na defesa atleticana, o Tricolor arriscava do jeito que dava, como aos 31 minutos, com Ricardo Conceição chutando de longe sem perigo. Aos 37 minutos, Lúcio Flávio recebeu bom passe na área e no momento do chute foi travado pela defesa. O experiente meia paranista cobrou falta na entrada da área, aos 40 minutos, e Márcio defendeu.

Para a etapa final, nenhuma modificação nas equipes. Aos três minutos, o Dragão quase chegou ao gol, com Anselmo, que chutou para boa defesa de Luís Carlos. No rebote, Régis dominou para marcar, mas estava impedido. O troco veio com Kayke, que chutou de fora da área e Márcio desviou pela linha de fundo, cedendo escanteio.

Arte GE.Net
Com muita marcação, o jogo era truncado, especialmente pela postura mais recuada do Atlético na segunda etapa. Aos 19 minutos, Lúcio Flávio cobrou escanteio fechado e a defesa do Dragão afastou. No contra-ataque, Juninho pegou sobra de bola após grande defesa de Luís Carlos e desviou para fora, perdendo uma chance incrível.

O Tricolor também perdeu sua chance inacreditável, aos 23 minutos com Reinaldo, que recebeu cruzamento na medida, mas tocou de joelho, para fora. Até que, aos 27 minutos, Luisinho, aposta de Dado no segundo tempo, pegou rebote após bola dele próprio, e empurrou para o fundo das redes. Aos 36 minutos, Luís Carlos deixou a meta com os pés e quase entregou o ouro. Aos 44 minutos, Paulinho cobrou falta na entrada da área e Márcio espalmou para evitar um placar mais elástico.

Quando o jogo parecia encaminhado para o triunfo dos donos da casa, um vacilo da defesa resultou no empate dos goianos. Aos 48 minutos, após cobrança de falta, Jorginho aproveitou a falha e empatou a partida.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade