Futebol/Série B - ( - Atualizado )

Paraná lamenta desorganização em campo e jogadores prometem reação

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

Três derrotas seguidas na Série B do Campeonato Brasileiro, a última diante do América-RN, por 4 a 1, no Estádio Nazarenão, e o Paraná Clube viu toda ‘gordura’ acumulada no G4 evaporar, caindo para a quinta colocação na classificação. O zagueiro Anderson acredita que o time não teve tranquilidade suficiente para reagir após tomar os primeiros gols em sequência e se desarrumou, praticamente entregando o jogo.

“É para ficarmos espertos. Até começamos bem o jogo, controlando, dominando. Aí tomamos o primeiro o gol e parecia que já tínhamos perdido o jogo. Nos desorganizamos e quando vimos já estava 3 a 0”, afirmou o defensor paranista, já pensando no Ceará, adversário direto da próxima rodada. “Agora é descansar e no sábado tentar fazer um bom jogo”, emendou.

Sem muitas justificativas para a queda de produção, o volante Cambará cobra uma reação rápida para não deixar o acesso fugir. “Infelizmente a fase mudou. Estamos tomando gols que a gente não tomava. Começamos bem o jogo, tomamos o gol e em seguida o segundo. Não tem explicação. A gente tenta, mas temos que dar uma reviravolta e buscar forças para recuperar o quanto antes”, avaliou.

O atacante Paulo Sérgio, que saiu na primeira etapa com dores e virou dúvida, cobra do grupo trabalho e a força necessária para reagir, isentando inclusive a comissão técnica. “É um momento de reflexão. Não tem nada perdido ainda. É um momento para trabalhar, ficar quietinho e dar a resposta no final de semana. Quem tem que mudar isso somos nós, jogadores. Temos que assumir a responsabilidade”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade