Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Petraglia rebate Paulo Baier: “O que ele ganhou pelo Atlético-PR?”

São Paulo (SP)

Assim que saiu de campo após marcar dois gols e tornar-se o herói da vitória do Atlético-PR no clássico com o Coritiba, no último domingo, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, Paulo Baier surpreendeu ao declarar que a diretoria do Furacão optou por não renovar o seu contrato para 2014. Dois dias depois, o presidente do clube paranaense, Mário Celso Petraglia, foi a público e rebateu as afirmações do meia de 38 anos, que sem acordo, deve se despedir do Rubro-Negro no ano que vem.

Sempre muito polêmico, Petraglia explicou os motivos por não ter renovado com o ídolo atleticano e aproveitou para cutucar o ídolo atleticano. “Aparentemente parece loucura [dispensar o jogador], mas o que ele ganhou pelo Atlético?”, questionou o presidente, em entrevista à ESPN Brasil, antes de explicar como se deu o processo de renovação contratual de Paulo Baier. O vínculo do meia se encerrava no ano passado e, segundo o mandatário, houve um acordo com o jogador pela extensão de somente mais uma temporada.

“Não sou contra o Paulo Baier, muito pelo contrário. No ano passado, quando subimos para a primeira divisão, ele disse que gostaria de permanecer no clube para ajudar na volta à Série A e nos procurou para renovar. Nós não queríamos, porque a nossa política é de renovação [do elenco], de juventude. Claro que você tem que mesclar experiência e juventude, mas ele não estava nos nossos planos. Contudo, na pressão da torcida, ele também queria marcar os 100 gols e aceitou reduzir o salário em um terço, nós acabamos renovando por um ano”, afirmou.Petraglia prosseguiu, agora explicando a falta de acordo para a próxima temporada e defendendo a escolha pela não renovação. “Ele me disse no ano passado que só queria jogar por mais uma temporada. E agora, nos melhores jogos nossos neste ano, depois da recuperação do Mancini, ele não estava em campo. Sabemos que o marketing do ídolo é muito forte. Decidimos que não renovaríamos para o ano que vem. Poderíamos enrolar [o jogador até o fim do ano], mas eu estou sendo criticado por ser honesto com ele. Ele, por outro lado, teve a felicidade de nos ajudar a ganhar o Atletiba e aproveitou o momento para ir à imprensa se queixar, parece que ele chorou e tudo. Mas o nosso compromisso verbal, de olho no olho, nós cumprimos”, encerrou.

Paulo Baier vem sendo um dos destaques da excelente campanha do Atlético-PR, terceiro colocado, no Campeonato Brasileiro deste ano. Com os dois tentos anotados na vitória por 2 a 1 sobre o Coritiba, no último domingo, o meia, maior artilheiro da história do Brasileirão na era dos pontos corridos, chegou a marca de 99 gols no campeonato desde 2003, ano em que o mata-mata foi abolido. Nesta quarta-feira, ele não estará em campo na partida diante do Corinthians, em Mogi Mirim. Isto porque o técnico Vagner Mancini decidiu poupá-lo para preservar a sua melhor forma física, visando as próximas rodadas.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade