Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Real confirma protusão discal em Bale, que pode ser "bomba relógio"

Madri (Espanha)

Uma das contratações mais caras da história, Gareth Bale ainda poderá dar muito mais dor de cabeça para o Real Madrid. Isto porque o jornal espanhol Marca revelou que o galês tem hérnia de disco e protusão em quatro vértebras, lesões que poderão fazê-lo ter de passar por cirurgias em breve.

Em sua capa deste sábado, o diário afirma que Bale tem hérnia de disco nas vértebras L5 e S1, na região lombar, e protrusão em outras duas. O problema já seria conhecido pelo clube espanhol desde o dia 2 de setembro, data em que Bale passou pelos últimos exames médicos e foi apresentado oficialmente.

AFP
Com pelo menos uma protusão discal, Bale pode ser "bomba relógio" para o Real Madrid (foto: Dani Pozo)
Após exames no hospital Sanitas La Moraleja, o departamento médico merengue teria descoberto o que Bale escondia desde o começo de sua carreira, e informou o presidente Florentino Pérez. Com a negociação fechada e a apresentação marcada, o mandatário não teve outra escolha.

Mas a temporada europeia começou horrível para o ‘curinga’, que já sofreu duas lesões e, atualmente, faz treinamentos específicos para tentar voltar aos seus 100% do físico. A expectativa do Real é a de que ele ainda possa corresponder ao valor desembolsado para tirá-lo do Tottenham.

Através de um comunicado oficial, o clube de Madri negou que Bale tenha hérnia de disco, mas confirmou uma “pequena protusão discal crônica”. O jogador também jura que nunca teve problemas com isto, outra garantia levada em conta por Florentino Pérez na hora de avalizar o reforço.

Chefe dos serviços médicos do Real, Carlos Diéz explicou à Rádio Cadena SER. De acordo com o profissional, Bale não tem hérnia de disco, mas sim uma protusão discal que poderá virar o primeiro problema caso não haja um tratamento preventivo, algo que já é feito pela agremiação esportiva.

Mas, para outros médicos espanhóis, Bale pode ser uma “bomba relógio”, sem previsão para explodir. A lesão poderá nunca incomodá-lo, ou então forçá-lo a uma cirurgia daqui a meses, por exemplo. A única saída é mesmo um tratamento preventivo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade