Futebol/Brasileiro Série A - ( )

Renato vê boa atuação contra Criciúma, mas lamenta erros defensivos

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Um massacre. Assim Renato Gaúcho viu a atuação do Grêmio diante do Criciúma, apesar da derrota por 2 a 1. Segundo o treinador, o Tricolor teve azar na noite desta quarta, na Arena, e por isso não saiu com o resultado positivo.

“O jogo foi praticamente um massacre, principalmente no primeiro tempo. Tivemos as melhores oportunidades, mas não fizemos. O pessoal foi muito bem na parte tática. Mas tivemos azar, como no jogo contra o Atlético-MG”, afirmou Renato, lembrando a derrota por 1 a 0, também na Arena, no dia 15 de setembro, quando o Grêmio também desperdiçou chances de vencer e acabou castigado.

Nesta quarta, o Grêmio entrou em campo com o quinto esquema diferente neste campeonato: o 4-5-1. Apesar da derrota, Renato se disse satisfeito com o rendimento da equipe: “não me arrependo de ter mudado o esquema não, e o time foi muito bem. Minha equipe joga bem em qualquer esquema. O que não podemos é dar esse mole lá atrás”, advertiu o técnico, citando as falhas defensivas pelo alto nos dois gols do Criciúma.

Apesar da derrota, Renato descartou priorizar a Copa do Brasil, dada a dificuldade de conquistar o título nacional: “vamos manter o foco nas duas competições enquanto tivermos chances de título. Não adianta a gente priorizar um campeonato, aí perdemos nele e ficamos sem os dois títulos. É impossível priorizar agora”, projetou o treinador. Com a derrota, a desvantagem para o líder Cruzeiro aumentou de 11 para 12 pontos nesta rodada, faltando 11 partidas para o final.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade