Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Roberto lamenta maratona de jogos e garante que Ponte é prejudicada

Belo Horizonte (MG)

O goleiro Roberto, da Ponte Preta, um dos destaques do time na derrota para o Atlético-MG por 4 a 0 – ele evitou o que poderia ser uma goleada ainda maior – voltou a criticar o calendário do futebol brasileiro, como já havia feito antes do fim do duelo com os mineiros.

“Nós fomos prejudicados duas vezes. Na data em que o jogo era para ter acontecido nós iriamos jogar com o time titular e eles com o time considerado reserva. Depois, com o adiamento para esta data, nós não tínhamos condições de colocar o time titular, o pessoal que jogou na terça estava se arrastando no hotel na quinta e só queria saber de cama porque o cansaço estava forte”, declarou o jogador.

A Ponte Preta treinou nesta sexta-feira na Toca da Raposa, centro de treinamentos do Cruzeiro, na capital mineira e viaja neste sábado para Salvado, onde encara o Bahia na Arena Fonte Nova no domingo, a partir das 18h30 (de Brasília).

“O que pensamos agora é exclusivamente no jogo de domingo. Não será fácil enfrentar o Bahia fora de casa, mas precisamos pontuar de qualquer forma. É uma final e a vitória é o que nos interessa”, concluiu.

PontePress/Guilherme Dorigatti
Formado em Educação Física, Roberto afirmou que os titulares da Macaca não tinham condições de atuar na quinta-feira

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade