Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Rodrigo Caio assume falha em gol e recebe apoio de Rogério Ceni

São Paulo (SP)

O volante Rodrigo Caio recebe orientação do técnico Muricy Ramalho para ajudar o time a sair jogando desde a defesa, mas falhou na partida contra o Atlético Nacional e quase complicou o São Paulo na Copa Sul-americana. Ao perder a bola no lance do primeiro gol dos colombianos, o jogador deixou a partida mais difícil, mas o Tricolor conseguiu a vitória por 3 a 2, na noite de quarta-feira.

“Aprendi que a gente sempre precisa ter um pouco mais de atenção. Não é pelo erro que não podemos fazer mais, porque treinamos isso diariamente e o treinador pede para sairmos jogando. Nosso time não é tão alto e esse tipo de saída de bola facilita bastante. Infelizmente, naquele lance, eu não vi o atacante”, afirmou o atleta, ao site oficial do clube.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Rodrigo Caio cometeu um erro no primeiro gol do Atlético Nacional, ao tentar sair jogando
Rodrigo Caio revelou que recebeu o incentivo do goleiro Rogério Ceni no intervalo, para evitar um desânimo na etapa final. “Ele falou que eu deveria esfriar a cabeça e manter a pegada, porque a gente conseguiria a vitória. Estamos crescendo na temporada e isso dá mais confiança para o time. O Rogério é experiente e passou mais tranquilidade”, afirmou.

O lance infeliz do curinga são-paulino aconteceu no momento em que o Tricolor vencia por 1 a 0. Rodrigo Caio recebeu de Ceni na área, mas se atrapalhou e deixou de presente para os colombianos. Assim, Cárdenas tocou para Uribe, que, livre de marcação, empurrou para a rede.

“É muito triste quando a gente erra. Dentro de campo, procuro sempre acertar para ajudar o time, mas errei naquele lance. Depois, quando cabeceei e vi o Antônio Carlos marcando o gol, fiquei muito feliz e consegui ajudar o time”, acrescentou o atleta, feliz com a assistência que deu.

Além de Rodrigo Caio, Antonio Carlos também falhou, mas acabou marcando no segundo tempo duas vezes. Para o garoto, a partida servirá de lição para a sequência da carreira. “Já levantei a cabeça, porque nós temos de aprender com os próprios erros. O mais importante foi a vitória do time”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade