Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Romário volta a criticar Copa e chama Ronaldo e Bebeto de ignorantes

Rio de Janeiro (RJ)

Um dos principais críticos da Copa do Mundo no Brasil, o ex-jogador e atual deputado federal Romário voltou a atacar os responsáveis pelo organizador do evento. Além do presidente da CBF, José Maria Marin – considerado pelo Baixinho alguém “muito pior” que Ricardo Teixeira, antigo mandatário da entidade -, Ronaldo e Bebeto, membros do COL (Comitê Organizador Local), foram alvos de Romário em entrevista ao jornal estadunidense New York Times.

“Ou Ronaldo e Bebeto não sabem o que está acontecendo, ou estão fingindo que não sabem. De qualquer maneira, isso é ignorância”, declarou o tetracampeão.

O diário norte-americano traça um perfil do brasileiro, apontado pelo jornalista Sam Borden como o único “dissidente” da Copa do Mundo de 2014, enquanto outras lendas, como Pelé e os próprios Ronaldo e Bebeto, “louvam e apoiam os planos do Brasil”.

Na entrevista concedida ao jornal, o Baixinho ainda voltou a atacar a Fifa, dizendo que a entidade máxima do futebol está “roubando os brasileiros”.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Apoiador da Copa de 2014 no início, Romário alegou que a falta de retorno ao país na parte sócio-econômica motivou sua mudança de postura
“A Fifa está aqui somente pelo dinheiro. Coisas como transporte, que beneficiam as pessoas depois da competição, estão prontas? Eles não se importam. Eles não se importam com o que será deixado para trás”, afirmou.

A reportagem ainda cita a combatividade de Romário como parlamentar e o apoio do Baixinho aos protestos que eclodiram no Brasil durante o mês de junho – alguns, inclusive, diretamente relacionados à Copa do Mundo. “Ninguém me diz para fechar a boca porque sabem que isso nunca vai acontecer”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade