Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

São Paulo tenta vencer lanterna para aumentar distância da degola

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Enfrentar o pior time do Campeonato Brasileiro pode ser a chance de o São Paulo ratificar sua reação contra a queda à Série B. Após passar com sete pontos por uma sequência complicada contra Vitória, Cruzeiro (líder da competição) e o rival Corinthians, o time de Muricy Ramalho enfrenta o Náutico, último colocado, às 21 horas (de Brasília) desta quarta-feira, no Morumbi.

A dez rodadas do final, o adversário soma 17 pontos a menos do que Coritiba e o próprio São Paulo, primeiras equipes fora da zona de rebaixamento. Para muitos, portanto, apenas cumpre tabela até cair matematicamente para a segunda divisão. Mas não é com esse pensamento que os donos da casa irão para o duelo.

Embora reconheça a necessidade de vencer o lanterna - até porque está apenas dois pontos acima de Criciúma e Vasco, podendo terminar a rodada novamente entre os últimos quatro colocados -, o elenco são-paulino tem discurso de respeito ao Náutico, mesmo jogando como mandante.

"Não tem jogo fácil, não. O Nautico mostrou, quando veio aqui (à capital paulista) e empatou com o Corinthians. Temos que jogar do mesmo jeito que a gente vem jogando pra sair com o resultado positivo", diz o lateral esquerdo Reinaldo, que, com o desfalque de Paulo Miranda, se tornará o único atleta a estar em todos os jogos desde a volta de Muricy Ramalho.

Rubens Chiri/www.saopaulofc.net
Volante Wellington pode ser surpresa na lateral direita do São Paulo, diante do lanterna Náutico, no Morumbi
Paulo Miranda não é a única baixa por suspensão. O lateral Douglas também recebeu o terceiro cartão amarelo no empate sem gol com o Corinthians. O lado direito do time, inclusive, é dúvida, tanto que Muricy cogita improvisar o volante Wellington na função. Já o zagueiro Antônio Carlos e o atacante Luis Fabiano seguem fora porque ainda não se recuperaram de dores musculares.

No Náutico - que havia reagido, mas vem novamente de três derrotas seguidas -, também não há mais tempo para valorizar empates. Com metade da pontuação dos primeiros colocados fora da zona de rebaixamento, o time pernambucano põe suas últimas esperanças em jogo buscando vitórias até em jogos fora de casa. Neste, porém, os desfalques preocupam.

Além do lateral direito Maranhão (expulso na rodada passada), o técnico Marcelo Martelotte não tem três zagueiros: João Filipe e Luiz Eduardo, emprestados pelo adversário, estão probidos contratualmente de jogar, enquanto Leandro Amaro segue entregue ao departamento médico. Os volantes Dadá, Auremir e Derley disputam a primeira vaga, enquanto na zaga Alison deve fazer sua estreia na competição.

Recuperado de contusão, o defensor tenta motivar seus colegas a buscar um bom resultado. “É difícil para qualquer um. Não só para a nossa equipe, mas para qualquer um. É preciso ter alegria para fazer aquilo que a gente mais gosta", diz Alison, não sem reconhecer que "a situação ainda é muito difícil”.

Arte GE.Net
FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X NÁUTICO

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 16 de outubro de 2013, quarta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha
Assistentes: Neuza Ines Back e João Patrício de Araújo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Wellington, Rodrigo Caio, Edson Silva e Reinaldo; Denilson, Maicon, Ganso e Jadson (Rafael Toloi); Ademilson e Aloísio
Técnico: Muricy Ramalho

NÁUTICO: Ricardo Berna; Dadá (Auremir), Alison, William Alves e Bruno Collaço; Derley, Elicarlos, Martinez e Tiago Real; Maikon Leite e Olivera
Técnico: Marcelo Martelotte

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade