Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Seleção paraguaia fica presa em Campo Grande antes de voltar ao País

Assunção (Paraguai)

Já eliminada da Copa do Mundo de 2014, a seleção do Paraguai teve que enfrentar uma maratona antes de voltar ao País. Após o empate com a Venezuela, fora de casa, na última sexta-feira, a delegação teve muitos problemas durante a viagem, inclusive passando por solo brasileiro.

Isto porque os paraguaios tiveram que fazer uma escala em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, onde ficaram parados por cerca de quatro horas. De acordo com a imprensa paraguaia, o aeroporto local pediu para verificar a documentação dos passageiros, que também sofreram com o forte calor.

Um dos dirigentes da seleção, Darío Núñez falou para a Radio 970 AM. “Ficamos lá umas quatros horas. As autoridades não sabiam de nada. Tiveram que conseguir permissão (de voo) com uma senhora (diretora do aeroporto) que não estava lá”, lamentou.

Ainda segundo o diretor, os paraguaios não puderam descer do avião durante todo o tempo, sofrendo com um calor de aproximadamente 45º C, segundo ele. “Não deixaram a gente tomar nem água”. Mas as aventuras começaram antes mesmo do embarque para a Venezuela.

Por problemas técnicos, a seleção paraguaia teve que voltar ao aeroporto de Assunção, na capital, atrasando-se. Já em solo venezuelano, os paraguaios tiveram que mudar o local do pouso, a princípio por problemas de energia elétrica nos terminais.

Os contratempos fizeram com que o elenco chegasse, já na madrugada de sexta, muito cansado ao hotel. Dentro de campo, os guaranis até que não fizeram feio: arrancaram um empate dos venezuelanos, outros eliminados do Mundial do Brasil, em 1 a 1.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade