Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Silas admite que atuação do América-MG foi ruim, mas segue confiante

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

América-MG e Boa Esporte fizeram um jogo fraco tecnicamente, e não saíram de um empate sem gols no Independência, resultado muito ruim para as pretensões do Coelho, que ainda sonha com o acesso para a elite do futebol Brasileiro. O técnico Silas lamentou a exibição americana, que segundo ele foi muito ruim, principalmente no primeiro tempo.

“Fizemos um primeiro tempo realmente muito abaixo daquilo que estamos acostumados. Não sei se por que enfrentemos um adversário que vinha de quatro derrotas e um empate e, inconscientemente, depois de fazer bons jogos mesmo contra a Chapecoense, quando jogamos melhor do que eles e tomamos um gol a quatro minutos do final, e vínhamos de duas vitórias fora de casa, isso fez com que pensássemos que iríamos vencer a qualquer momento”, analisou.

Silas tem dificuldades para explicar a sequência de empates e não vê outro caminho a não ser o de buscar pontos fora de casa, para manter-se na briga pelo acesso, em jogos que serão confronto direito. Na próxima terça-feira, o Coelho vai até Recife para enfrentar o Sport, na Ilha do Retiro.

“Não tem explicação. A realidade é que quando cheguei, ganhamos do Guaratinguetá aqui, depois pegamos o Palmeiras com uma grande atuação. Mas, nos outros jogos, contra o Avaí, mesmo sendo um grande time, estivemos com um jogador a mais 45 minutos. Contra o Icasa nem se fala e, agora, empatamos com a Chapecoense e com o Boa. Não estamos conseguindo fazer prevalecer o mando de campo”, lamentou Silas, que segue confiante no acesso.

“Não dá para jogar a toalha, não. Diminuiu uma rodada, sim, tornando a situação mais difícil. Mas agora teremos a volta de alguns jogadores que estavam contundidos e suspensos e vamos continuar na busca do acesso. Vamos ajustar o quer não foi bom, o que esteve errado e seguir para Recife e Fortaleza confiantes. Agora é confronto direito”, argumentou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade