Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Silas culpa arbitragem por derrota do América-MG ante o Paysandu

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

Nem mesmo o público que compareceu em peso foi suficiente para ajudar o América-MG a vencer atuando no Independência. O Coelho perdeu em casa para o Paysandu por 1 a 0, e o técnico Silas culpou a arbitragem de Jean Pierre Gonçalves Dias pelo resultado ruim. Segundo ele, os americanos foram prejudicados pela expulsão de Willians, ainda no primeiro tempo, e por uma falta não marcada em Alecsandro, que resultou no gol do jogo.

“Em primeiro lugar, tenho que agradecer ao torcedor, que compareceu e criou uma atmosfera muito boa. Mas não há como fazer uma análise do jogo sem passar pelo Jean Pierre. Os dois lances mais importantes do jogo passaram por ele. Primeiro, a falta no Alessandro, que ocasionou o gol do Paysandu. Depois, a não expulsão do menino (Pikachu, que fez falta em Willians) deles. Ali virou outro jogo”, declarou.

A falta que segundo Silas, aconteceu no atacante Alessandro, antes do gol adversário, deixou o técnico indignado. Silas ficou ainda mais irritado quando foi informado que o América-MG teve um gol anulado de forma ilegal. Para o comandante americano a arbitragem atrapalhou muito o trabalho do Coelho.

“Falar o que agora, né? Se teve esse gol que teria sido legal, aí atrapalha ainda mais o trabalho da gente. Costumo não reclamar nesse tipo de jogada, pois fico muito longe. Nem reclamo depois, já que a jogada não será repetida. Esse gol não volta mais. Não entendi o critério que o Jean Pierre usou. No segundo tempo, ele marcou uma falta idêntica à do Alessandro no Marcão e deixou de marcar outras faltas para o Paysandu”, lamentou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade